Menu
Busca terça, 01 de dezembro de 2020

Cinemas de Mato Grosso do Sul serão obrigados a higienizar óculos 3D

07 setembro 2011 - 10h01Por Assessoria
O governo do Estado divulgou na terça-feira (6) a lei nº 4.079, de 5 se setembro de 2011, que determina que os cinemas e os demais estabelecimentos que exibem filmes em terceira dimensão (3D) serão obrigados a promover a higienização dos óculos e acessórios disponibilizados aos espectadores.

De acordo com o superintendente do Procon do Estado, Lamartine Ribeiro, a lei estadual é uma tendência nacional. “Outros Estados também estão tomando medidas semelhantes. A prioridade aqui é garantir conforto, qualidade no serviço e preservação da saúde dos consumidores, minimizando riscos de contaminações, a exemplo da conjuntivite”, afirma ele.

O processo de higienização deverá obedecer às recomendações dos fabricantes e às demais normas pertinentes. Após o processo de limpeza, os óculos serão embalados individualmente em plástico estéril com fechamento a vácuo.

A lei também especifica que a devolução dos óculos após a sessão isenta o espectador da cobrança de qualquer taxa extra pela sua utilização. Além de se adequarem às normas, os estabelecimentos também deverão fixar cartaz com o seguinte informe: “Óculos higienizados nos termos da Lei Estadual nº 4.079, de 5 de setembro de 2011”.

O descumprimento do disposto nesta Lei sujeitará o infrator às sanções previstas no art. 56 da Lei Federal nº 8.078, de 11 de setembro de 1990, Código de Defesa do Consumidor. As empresas que não se adequarem terão de pagar multa e estarão sujeitas a outras punições como a apreensão do produto ou até mesmo a cassação da licença do estabelecimento. “A multa para quem descumprir as medidas varia de R$ 300 a R$ 3 milhões. O valor da multa dependerá do caso e da reincidência”, explica Lamartine Ribeiro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LAGUNA CARAPÃ
Caminhão que seguia para Campo grande com mais de seis toneladas de maconha foi apreendido pelo DOF
PROPINA DIFERENTE
Traficante Minotauro usou canetas de US$ 900 para pagar propina a agentes paraguaios, afirma MPF
ECONOMIA
Seis milhões de pessoas pediram empréstimo na pandemia, diz IBGE
CORONAVÍRUS
Falta de leitos de UTI coloca em risco população de Dourados, diz secretário