Menu
Busca quinta, 21 de janeiro de 2021

Com Adriana, agora já são 7 mortes por gripe suína em Mato Grosso do Sul

02 agosto 2012 - 16h30
Regiaonews


Com a morte de Adriana Camilo Cintra, moradora em Sidrolândia, agora são sete as mortes de gripe suína (H1N1) em Mato Grosso do Sul neste ano. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde todos os familiares e pessoas que tiveram com ela desde sua internação, com sintomas da doença, foram orientados e receberam a vacina.

Adriana, que tinha 28 anos, não era do público-alvo determinado pelo Ministério da Saúde como prioritário para vacinação. Em Sidrolândia a campanha atingiu 90,.41% da meta. De uma população de 7.029 pessoas que precisava ser imunizada, 6.355 foram vacinadas. O menor índice de cobertura foi entre as gestantes, 66% (312 numa população 530 mulheres). Entre as crianças, a cobertura foi de 86,12% (912 em 1.059 esperadas); na população idoso, chegou a 89,26% (3.101 num público de 3.475).

Antes de Adriana, a sexta vítima foi uma mulher de 44 anos, moradora do assentamento rural Itamaraty, em Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande. A notícia foi confirmada pelo Labcen (Laboratório Central de Mato Grosso do Sul).

A mulher passou mal na semana passada, se queixando de dores pelo corpo e febre, segundo os familiares. Foi internada em um hospital público, mas não resistiu. Ela trabalhava como empregada doméstica.

O secretário de Saúde Josué Lopes afirmou que novas doses de vacina serão distribuídas para o município, já que o grupo das gestantes não alcançou a meta de cobertura, proposta pelo Ministério da Saúde (MS).
Ponta Porã é uma das cidades com maior índice de casos da doença, com nove notificações. Campo Grande já registrou quatro casos de morte da gripe suína.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOLETIM COVID
Campo Grande e Dourados registram 85% de ocupação de leitos UTI/SUS
INTERNACIONAL
EUA se juntarão à Covax, que busca distribuir vacinas a países pobres
FINANÇAS
Governo do MS repassou R$ 3,3 bilhões aos 79 municípios em 2020
TACURU
Veículo com mais de 200 quilos de maconha que seguia para Mundo Novo foi apreendido pelo DOF