Menu
Busca quarta, 25 de novembro de 2020

Com dois a menos, Corinthians vence e continua na ponta

Com dois a menos, Corinthians vence e continua na ponta

31 agosto 2011 - 21h24Por Gazeta Esportiva
Foi no estilo sofredor, do jeito que o torcedor gosta, que o Corinthians se recuperou no Campeonato Brasileiro. Depois de perder para o arquirrival Palmeiras no fim de semana, o time derrotou o Grêmio por 3 a 2, ontem, no Pacaembu. Mas sem nenhuma facilidade: quando tinha dois gols de vantagem, a equipe teve dois jogadores expulsos (Liedson e Edenílson) e viu o adversário diminuir, mas segurou o triunfo mesmo com nove jogadores.

Com 40 pontos ganhos e garantido na primeira colocação por mais uma rodada, o Corinthians volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Coritiba, no Couto Pereira. O Grêmio (21 pontos) tem compromisso no mesmo dia, diante do Atlético-PR, mas desta vez como mandante.

O primeiro tempo foi de maior domínio corintiano. O Grêmio até começou bem a partida, tendo assustado o goleiro Julio Cesar em cruzamento arisco de Marquinhos pela ponta direita. Mas foi a equipe da casa quem melhor envolveu o adversário, criando boas oportunidades e de gol e quase vencendo a meta de Victor em chute de Alessandro. Já caído, o arqueiro teve que se desdobrar para tocar na bola desviada.

Aos 16 minutos, Emerson, que até então aparecia poucas vezes com a bola, dividiu pelo alto com o volante Adilson (improvisado na lateral direita gremista, nesta quarta-feira), dentro da área, e ganhou pênalti. Cobrador oficial do Corinthians, o zagueiro Chicão não perdoou: bateu no canto direito alto de Victor e inaugurou o placar.

O gol aqueceu o jogo, no início de noite fria em São Paulo, e Liedson quase ampliou a vantagem corintiana logo depois, quando conseguiu desarme na área, colocou a bola entre as pernas de Saimon e chutou nas pernas do goleiro. Seu companheiro de ataque, Emerson, também se soltou mais e balançou a rede duas vezes, contudo o assistente acertadamente anulou os dois gols.

O Grêmio se segurava como podia e, acuado, só respondia à ofensiva corintiana com contragolpes. Em um deles, o volante Fernando arrancou de uma meia-lua à outra e colocou Escudero em ótima condição de marcar, porém o argentino definiu nas pernas de Julio Cesar.

Mas a grande chance gaúcha, não desperdiçada, surgiu aos 40 minutos. André Lima foi derrubado com falta por Edenílson, na meia esquerda do ataque, e deixou a falta com quem entende. O meia Douglas bateu no ângulo direito de Julio Cesar e igualou o marcador.

A situação do jogo parecia semelhante à do clássico de domingo passado, quando o Corinthians saiu à frente no placar e sofreu a virada do Palmeiras. Mas o enredo, desta vez, foi diferente. O Grêmio até subiu melhor do intervalo, mas levou dois golpes rápidos no segundo tempo.

Aos 19 minutos, Paulinho invadiu a área, limpou o marcador à sua frente e bateu no canto direito, colocando o Corinthians novamente à frente. Três minutos depois, após bola vinda da direita, o lateral esquerdo Ramon se aproveitou de bate-rebate para marcar mais um: 3 a 1.

O terceiro gol parecia definir o resultado. Só parecia. Liedson recebeu dois cartões amarelos consecutivos e deixou o Corinthians com um a menos. O Grêmio colocou em campo mais dois atacantes, Leandro e Brandão, e não demorou a diminuir a diferença: aos 28 minutos, André Lima aproveitou escanteio da direita e, livre, cabeceou para a rede.

Para dramatizar ainda mais, o técnico Tite perdeu outro jogador. Ao ver que seria substituído, Edenílson desabou no gramado para ganhar tempo, recebeu o segundo cartão amarelo e também foi expulso. O treinador então teve que mudar a alteração: em vez do meia, quem saiu para a entrada do zagueiro Wallace foi o único atacante, Emerson.

Apesar de ter apenas nove jogadores, o Corinthians se multiplicou em campo. Muito apoiado pela torcida, que sentiu a dificuldade ainda maior dos jogadores, o time alvinegro jogou todo atrás da linha central e não permitiu que o Grêmio lhe tirasse os suados três pontos em casa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID
Relator no STF conclui voto a favor de que governo apresente em 30 dias plano de vacinação
LUTO NA TV
Morre aos 69 anos o jornalista Fernando Vanucci
JUSTIÇA
Concessionária de rodovia tem direito a ser ressarcida de estragos causados por motorista
ECONOMIA
Especialistas alertam sobre saques em cartões de crédito consignados