Menu
Busca terça, 19 de janeiro de 2021

Com greve dos bancários saiba como realizar pagamentos no Estado

21 setembro 2012 - 16h00
MS Record


Com a greve dos bancos tem gente buscando alternativas para o pagamento de contas na Capital. Todo mês Dona Rita paga as contas na casa lotérica. A greve dos bancários que completa hoje (20) três dias, não afetou a produtora rural.

“Não fez muita diferença para mim, não. Nem conta no banco eu tenho”, relatou a produtora rural Rita dos Santos.

Quando a operação é para pagar contas os clientes tem como saída os 679 postos de atendimentos bancários no Estado, em algumas lotéricas por enquanto, não houve tumulto no atendimento por conta da greve.

“Não está muito movimentada, não. Por que é final do mês. Se fosse no começo do mês, seria mais movimentada, mas agora como as pessoas já pagaram as contas, não está muito movimentada”, garantiu a gerente de um lotérica, Ariane Gomes Arantes.

Os correntistas das 62 agências bancárias de Campo Grande que estão em greve terão de ter paciência. A paralisação deve permanecer por tempo indeterminado e a cada dia outros bancos devem aderir ao movimento.

Entre as principais reivindicações está a contratação de funcionários para as agências. “Os clientes que pagam com as tarifas, os nossos salários. É uma necessidade porque hoje as filas, 15 minutos há muito tempo ficaram para trás, temos filas de mais de uma hora para poder fazer o atendimento e também a questão de valorização do nosso piso, que está muito abaixo. Na América Latina o menor piso de bancários que existe é no Brasil. Também outras questões como segurança e saúde”, concluiu a presidente do sindicato dos bancários da Capital, Iaci Torres.

A Federação Nacional dos Bancos orienta que os clientes procurem lotéricas, os correios e supermercados, além dos caixas eletrônicos e internet para pagamentos e transferências.

Só que é bom lembrar que os funcionários dos correios aqui do Estado também podem entrar em greve, a qualquer momento. Em dezoito estados brasileiros eles já cruzaram os braços. A categoria deve fazer uma assembléia, na próxima semana, para decidir se adere ou não ao movimento nacional.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Pazuello: embarque de vacinas da Índia deve ter solução esta semana
POLÍCIA
Veículos com cigarros e agrotóxicos contrabandeados do Paraguai foram apreendidos pelo DOF
CORONAVÍRUS
Vacina chega a Mato Grosso do Sul e distribuição aos municípios começa ainda hoje
ECONOMIA
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras