Menu
Busca domingo, 05 de julho de 2020

Comer carne vermelha aumenta risco de diabetes, alerta estudo

13 agosto 2011 - 22h16Por Zero Hora
Comer duas fatias de toucinho, uma salsicha ou uma porção diária de carne vermelha aumenta significativamente o risco de diabetes tipo 2, alertou um amplo estudo feito nos Estado Unidos e publicado nesta quarta-feira na revista American Journal of Clinical Nutrition.

O risco de desenvolver diabetes tipo 2 aumenta 51% se forem consumidas 50 gramas de carne vermelha processada por dia, e 19% se forem ingeridas 100 gramas diárias de carne vermelha não processada, de acordo com a pesquisa.

No entanto, estes riscos diminuem se a carne vermelha for substituída por frutas secas, carnes brancas, lácteos pobres em gordura ou proteínas de grão inteiro, acrescentaram os especialistas. Se uma pessoa que consome 100 gramas de carne vermelha todos os dias a substituir por frutas secas para obter a mesma quantidade de proteínas, o risco de diabetes reduz em 17% .

O estudo, realizado por cientistas da Escola de Saúde Pública de Harvard, é a maior pesquisa do tipo feita até agora.

— Os resultados deste estudo têm implicações na saúde pública, em razão da epidemia crescente de diabetes tipo 2 e do consumo de carnes vermelhas em todo o mundo. A boa notícia é que estes fatores de risco podem ser compensados, substituindo a carne por uma proteína mais saudável — afirma Frank Hu, o responsável pelo estudo.

A pesquisa analisou o questionário que profissionais da saúde submeteram a mais de 200 mil pessoas nos Estados Unidos. As pessoas estudadas foram acompanhadas entre os 14 e os 28 anos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTES
Partida entre Fluminense e Botafogo será transmitida em TV aberta
MEIO AMBIENTE
Pescador é preso em flagrante por caça, após polícia encontrar pele de jacaré
PANDEMIA
Mais uma cidade de MS apresenta caso confirmado de coronavírus
ECONOMIA
Caixa volta a realizar sorteios da Loteria Federal hoje