Menu
Busca terça, 01 de dezembro de 2020

Comercial apresenta dois reforços para o Estadual no "Amigos da Paz"

Comercial apresenta dois reforços para o Estadual no "Amigos da Paz"

15 dezembro 2011 - 10h47Por CG News
O presidente do Comercial, Carlos Alberto Assis, afirmou na quarta-feira que apresenta, no próximo domingo, durante realização do tradicional evento “Amigos da Paz”, na praça esportiva Belmar Fidalgo, em Campo Grande, dois reforços para o Campeonato Estadual 2012.

“Nestes casos o segredo é a alma do negócio”, disse para justificar que os nomes dos jogadores serão anunciados só no domingo.

Até agora, o Colorado tem 26 atletas contratados para o Estadual 2012, segundo Assis.

“Apenas um jogador é de Campo Grande. O restante é de fora”, resumiu o presidente do clube.

A Série A do Campeonato Sul-Mato-Grossense começa no dia 11 de fevereiro, rodada que terá o clássico da Capital entre Comercial e Cene no estádio Morenão.

Amigos da Paz - Este ano, o tradicional evento “Amigos da Paz” terá o time “Sertanejo Campeão”, que terá a presença de nomes como Munhoz e Mariano, André e Kadu, Guilherme Valim e Robson Mattos, além dos cantores Manoel Freitas, Flávio Otoni e Falcão; Gilson e Júnior, Diego e Eveline, Thiago e Donizeti, Bruninho e Davi, Alex e Ivan.

A participação da dupla Maria Cecília e Rodolfo está descartada e a de Michel Teló ainda é incerta.

Na ala dos atletas, sul-mato-grossenses que se destacam no futebol nacional como Jean (São Paulo), Gilson (Cruzeiro), Roberson (Sport-PE), Isabela (Santos) e Bruna (Foz Iguaçu), bem como o ala Marcênio, da equipe Carlos Barbosa, que se sagrou vice-campeã da Liga Futsal, estão confirmados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LAGUNA CARAPÃ
Caminhão que seguia para Campo grande com mais de seis toneladas de maconha foi apreendido pelo DOF
PROPINA DIFERENTE
Traficante Minotauro usou canetas de US$ 900 para pagar propina a agentes paraguaios, afirma MPF
ECONOMIA
Seis milhões de pessoas pediram empréstimo na pandemia, diz IBGE
CORONAVÍRUS
Falta de leitos de UTI coloca em risco população de Dourados, diz secretário