Menu
Busca terça, 19 de janeiro de 2021

Comoção e dor no sepultamento da jovem vítima da H1N1

03 agosto 2012 - 15h20
Regiãonews


A jovem Adriana Cintra de 28 anos, que morreu no Hospital do Pênfigo em Campo Grande, vítima de gripe suína (H1N1), foi sepultada no cemitério São Sebastião no bairro Cascatinha. O corpo da jovem foi velado por cerca de 6 horas na Capela mortuária da Paz Bom Jesus.

Amigos e familiares acompanharam o cortejo. Este foi o primeiro caso da H1N1 (com morte) do município, que tem pouco mais de 43 mil habitantes. A Secretaria de Saúde não informou quais medidas serão tomadas para evitar que as pessoas que tiveram contato com Adriana, não contraia vírus.

O CASO

No dia 4 de julho a jovem passou mal, teve convulsão, caiu no banheiro de casa e passou a ter dificuldade para respirar. Daí em diante a família vivia um drama. Os médicos chegaram a confirmar a presença do vírus da gripe suína em exames preliminares, já numa segunda bateria de exames a suspeita foi descartada, num terceiro momento, foi confirmada a presença do vírus H1N1 em Adriana.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Saúde alerta sobre ligações e SMS falsos de cadastro para vacinação
IMUNIZAÇÃO
Primeiros imunizados contra Covid-19 relatam emoção e encorajam população
REGIÃO
Administrador de empresas é autuado por desmatamento ilegal
SAÚDE
Distanciamento continua fundamental, mesmo com vacinação, diz Opas