Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020

Corinthians vira sobre Atlético-MG e segue na ponta

17 agosto 2011 - 23h14Por Terra
Dois tempos distintos: o primeiro, apático; o segundo, ótimo. Com tal roteiro, escrito principalmente por causa da ousadia do técnico Tite depois do intervalo, o Corinthians, enfim, voltou a vencer depois de três rodadas de Campeonato Brasileiro. Na noite de ontem, a equipe do Parque São Jorge derrotou, de virada, o Atlético-MG pelo placar de 3 a 2, no Estádio Lamegão, em Ipatinga, e assegurou a liderança do Campeonato Brasileiro.

Depois de sair atrás do placar e conseguir um ótimo resultado, o Corinthians joga a pressão para o vice-líder Flamengo, que enfrenta hoje o Atlético-GO. Com 37 pontos somados ao final desta 17ª rodada, a equipe paulista abriu três em relação ao clube carioca, que precisa do resultado positivo para se manter colado ao rival. Já o Atlético-MG, por outro lado, segue na parte baixa da tabela, estacionado com 15 pontos na 18ª posição, dentro da zona de rebaixamento.

Ainda líder do Campeonato Brasileiro apesar dos tropeços nas últimas semanas, o Corinthians buscou impor o estilo cadenciado de jogo, mas não conseguiu por conta da velocidade com a qual o Atlético-MG atuou durante a primeira etapa. Marcando forte e buscando os contra-ataques, o clube mineiro conseguiu abrir dois gols de vantagem, aproveitando falhas paulistas. Dudu Cearense, sozinho dentro da área, fez 1 a 0 aos 13min; enquanto aos 27min, Guilherme, depois de pênalti infantil cometido por Jorge Henrique, sacramentou o resultado no Estádio Lamegão.

O Corinthians se transformou no segundo tempo. Ousado, Tite tirou o lateral direito Alessandro e colocou em campo Emerson. Com mais um atacante e Jorge Henrique deslocado para a lateral esquerda - Welder foi para a direita com a substituição -, o time do Parque São Jorge reagiu em apenas 8min. Aos 4min, o próprio Emerson descontou. Quatro minutos depois, o camisa 11 sofreu pênalti que Alex cobrou para empatar. Na jogada, Réver ainda acabou expulso pelo árbitro Marcelo de Lima Henrique.

Com a vantagem numérica, o Corinthians tomou conta do jogo em Ipatinga. Mais ofensivo, o clube do Parque São Jorge controlou o confronto, especialmente por conta do abatimento do Atlético-MG. Assim, com tempo e espaço, a equipe paulista obteve a virada. Emerson, principal jogador em campo, desviou cruzamento do "lateral esquerdo" Jorge Henrique na direção de Liedson, que dominou e finalizou com tranquilidade para modificar o marcador.

Depois do compromisso neste meio de semana fora de casa, o Corinthians volta a campo no próximo sábado, pela penúltima rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, quando terá a oportunidade de se recuperar na competição diante do Figueirense, no Pacaembu, às 18h (de Brasília). Por outro lado, o Atlético-MG, na mesma data, encara o Botafogo, no Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro.

O jogo

Pressionado por conta da aproximação de Flamengo e, depois desta quarta-feira, Vasco, o Corinthians procurou impor o ritmo cadente da equipe no início do confronto. Apostando nas jogadas pelas laterais, o clube de Parque São Jorge quase chegou ao gol aos 4min. Alessandro desceu pelo lado direito e cruzou na medida para Jorge Henrique. Dentro da pequena área, o camisa 23, no entanto, furou no momento de chutar para a meta atleticana.

Ameaçado logo no início, o Atlético-MG imediatamente respondeu à oportunidade logo em seguida, e da mesma forma. Depois de jogada pela ponta esquerda de Richarlyson, Guilherme não conseguiu alcançar a bola para balançar as redes. Aos 13min, no entanto, o time mineiro furou a defesa corintiana. Após cobrança de escanteio, Réver desviou de cabeça para Dudu Cearense, em condições de jogo, completar para as redes.

Com a abertura do placar, o Atlético-MG passou a comandar o jogo. Em crise e pressionado pela torcida, a equipe respondeu com muita vontade dentro de campo. O clube comandado por Cuca acertou a marcação sobre Danilo e Alex e anulou a criação ofensiva paulista. Por outro lado, na base do contra-ataque, os mineiros seguiam ameaçando a defesa rival, desfalcada do capitão Chicão.

Atacada, a zona defensiva corintiana não conseguiu responder à pressão atleticana, e falhou. Aos 26min, depois de cobrança de escanteio, Jorge Henrique puxou Réver dentro da área. O árbitro flagrou o puxão e apitou pênalti. Na cobrança, Guilherme bateu firme no canto direito e venceu Júlio César para aumentar a vantagem atleticana.

Os dois gols de diferença e a pressão sobre a liderança do Campeonato Brasileiro afetaram o Corinthians até o final da primeira etapa. Sem criatividade, principalmente por conta das apagadas atuações de Alex e Danilo, o time do Parque São Jorge terminou os primeiros 45min com a maior posse de bola, mas sem conseguir ameaçar a meta adversária.

Depois de uma atuação apática durante a primeira etapa, Tite ousou: sacou o lateral direito Alessandro e colocou o atacante Emerson. Com um homem a mais à frente, o clube do Parque São Jorge mudou a partida completamente em menos de dez minutos. Aos 4min, Alex cobrou escanteio para Danilo, que tocou de cabeça para o meio da área. Oportunista, o camisa 11, em sua primeira oportunidade, diminuiu.

Embalado pelo tento marcado, o Corinthians se manteve no campo ofensivo e conseguiu concretizar a reação aos 8min. Emerson recebeu em ótimas condições e foi derrubado dentro da área por Réver no momento de finalizar para o gol. O árbitro, criticado pelo time alvinegro no intervalo, marcou e expulsou o defensor rival. Na cobrança, Alex deslocou Renan Ribeiro e igualou o marcador no Estádio Lamegão.

A avassaladora reação corintiana abateu o Atlético-MG dentro de campo. Por outro lado, o time do Parque São Jorge, que subiu de rendimento muito em virtude da atuação de Emerson, seguiu melhor e quase virou o marcador. Aos 16min, Liedson recebeu dentro da área e rolou para o camisa 11 chutar. A bola, para sorte dos pressionados mandantes, passou por cima do gol.

A combinação entre os dois jogadores mais ofensivos do Corinthians deu certo aos 29min. Deslocado para a esquerda, Jorge Henrique fez uma jogada típica de lateral e cruzou na medida para Emerson, que teve o trabalho de apenas desviar para Liedson na segunda trave. Com calma e precisão, o camisa 9 dominou e tocou com a parte externa do pé direito para sacramentar a virada em Ipatinga.

Nos acréscimos, Emerson recebeu grande lançamento de Edenílson e acabou derrubado por Renan Ribeiro. Na cobrança, Alex não conseguiu aumentar a vantagem paulista. Renan Ribeiro se esticou todo e evitou o quarto tento. Entretanto, nada que atrapalhasse mais uma vitória do Corinthians no Campeonato Brasileiro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Justiça Federal manda soltar acusados de invadir celular de Moro
ECONOMIA
Antecipação do INSS poderá ser pedida sem limitação de distância
ECONOMIA
Déficit primário do Governo Central atinge R$ 96,1 bilhões em agosto
NOTÍCIAS
1ª Câmara Cível considera regular a devolução de bem à revendedora