Menu
Busca quarta, 12 de agosto de 2020

Título Interno

22 agosto 2011 - 09h38
G1


A fatia de cheques devolvidos por falta de fundos aumentou em julho na comparação com junho, aponta nesta segunda-feira (22) a Serasa Experian.

De acordo com o indicador de cheques sem fundos, foram devolvidos, em todo o país, 1,99% dos cheques compensados em julho, contra 1,93% em junho. Em julho de 2010, houve 1,74% de devoluções. No acumulado dos sete primeiros meses deste ano também foi registrada alta. De janeiro a julho deste ano foram 1,94% de devoluções, sobre o índice de 1,86% verificado em igual período de 2010.

O aumento é conseqüência de vendas parceladas com cheque pré-datado no Dia dos Namorados, avaliam os economistas da Serasa. “Os juros altos, em razão da política monetária restritiva para controle da inflação, estimularam a volta dos parcelamentos no pré-datado”, apontam os economistas, em nota.

Como as datas comemorativas do varejo tiveram bom desempenho de vendas nos primeiros sete meses do ano, houve também um uso mais intensivo do cheque no período. “Por essa razão, aumentaram os cheques sem fundos também no acumulado de janeiro a julho de 2011”.

Nos estados e regiões

De janeiro a julho, Roraima foi o estado com o maior percentual de cheques devolvidos (11,95%). São Paulo, por sua vez, foi o estado de menor percentual (1,47%). Entre as regiões, a Norte foi a com maior percentual de devolução de cheques nos sete primeiros meses de 2011, com 4,08%. Na outra ponta do ranking está a Sudeste, com 1,58%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AGEPAN
Para ampliar suporte a custodiados indígenas, Agepen se reúne com representantes da Funai em MS
CRIME AMBIENTAL
Polícia Militar Ambiental de Batayporã autua infrator por desmatamento ilegal com o objetivo de construir estrada
LOTERIA
Mega-Sena acumula novamente e pode pagar R$ 12,5 milhões amanhã
AJUDA HUMANITÁRIA
Missão brasileira embarca com 6 toneladas de material a Beirute