Menu
Busca sexta, 22 de janeiro de 2021

Decore o seu quarto usando plantas de diferentes espécies

Decore o seu quarto usando plantas de diferentes espécies

23 maio 2012 - 14h50
Terra


Há muito tempo existe o mito de que não é seguro colocar plantas no quarto. O senso comum diz que a planta é capaz de “roubar” o oxigênio e liberar grandes quantidades de gás carbônico. É que, como ela não faz fotossíntese à noite, seria incapaz de transformar o gás carbônico liberado pela sua respiração em oxigênio. Bobagem. “A quantidade de oxigênio que uma planta consome é muito menor do que aquele que o ser humano demanda. Até mesmo um cachorro usa mais oxigênio que uma planta. Se fosse assim, ninguém mais ia poder dividir quarto – nem com uma pessoa, nem com um cachorro”, afirma a engenheira agrônoma Regina Calçada.

Depois de se livrar do preconceito, é só pensar em que tipo de planta usar. Segundo a paisagista Mari Polesi, bom senso é fundamental. “Não adianta querer transformar a casa em uma floresta.” “As plantas não podem disputar espaço com o resto”, completa Regina. Por isso, a paisagista Gigi Botelho defende que o ideal é evitar plantas grandes e que soltem muitas folhas, como as samambaias. A paisagista Ivani Kubo dá a receita: o quarto tem de ser arejado e receber a luz do sol, ainda que de maneira indireta.
Por isso, é interessante investir nas espécies que vão bem em ambientes internos, as chamadas plantas de meia sombra, como palmeira chamaedorea, filodentro, zamioculca, dracena, pacová, clívia e suculenta. O cacto é um tipo de suculenta e o cuidado com ele, de acordo com a paisagista Claudia Muñoz, é com a exposição ao sol. “Ele precisa de sol no mínimo quatro horas por dia. É importante girá-lo para que todos os lados recebam a luminosidade por igual.”

Flores como violeta, minirrosa, antúrio e bromélia são uma opção mais prática. A orquídea é uma espécie que se adapta bem ao ambiente interno, contanto que não receba corrente de ar direta. O bonsai, aquela árvore japonesa em miniatura, também é resistente e não ocupa espaço. “É necessário observar o que a planta está sentindo, ver se ela está bem. E ter a possibilidade de mudá-la de lugar se não for o caso. Levar para um lugar mais arejado como a sala ou a varanda e deixá-la no quarto durante a florada”, explica Regina. Se a ideia é só dar uma cor ao ambiente, as flores de corte desempenham bem o papel. Rosas ou margaridas em um vaso com água podem durar até uma semana se a temperatura estiver amena.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Covid-19: Anvisa aprova segundo lote da vacina CoronaVac
CIDADES
Prorrogado por mais 15 dias o toque de recolher no MS
GERAL
Estudante brasileira descobre asteroide
JUSTIÇA
Acidente de trânsito gera indenização e pensão mensal vitalícia