Menu
Busca sexta, 04 de dezembro de 2020

Delcídio diz que desafio agora é trazer fábrica de plástico verde para MS

Delcídio diz que desafio agora é trazer fábrica de plástico verde para MS

03 novembro 2011 - 15h40
Divulgação (TP)

O senador Delcídio do Amaral (PT/MS) acredita que o próximo desafio daclasse política de Mato Grosso do Sul é convencer a direção do GrupoOdebrecht a instalar em Mato Grosso do Sul a fábrica de polietileno que aempresa está planejando para os próximos anos. “Com essa unidade inaugurada hoje chega a três o número de usinas da ETHBioenergia em nosso estado.

Só aqui a empresa vai produzir 360 milhões delitros de etanol por safra, fora o que é processado nas usinas de RioBrilhante e Nova Alvorada do Sul. Por isso, nada mais justo do que trazerpara o nosso estado a planta de polietileno planejada pela empresa, quevai produzir a matéria prima necessária a fabricar inúmeros materiaisplásticos biodegradáveis, com tecnologia de ponta, gerando mais empregos,riquezas e preservando o meio ambiente”, afirmou o senador nestaquinta-feira, 3 de novembro, durante a inauguração da usina do municípiode Costa Rica, próximo a divisa de Mato Grosso do Sul com Goiás.

A nova unidade da ETH Bioenergia – empresa do Grupo Odebrecht - recebeuinvestimentos de R$ 1 bilhão nas áreas agrícola e industrial e temcapacidade instalada para processar 3,8 milhões de toneladas de cana porsafra, produzir 360 milhões de litros de etanol e gerar cerda 100 MW deenergia, através do processamento do bagaço da cana. A usina de Costa Ricagera 1.500 empregos diretos e 3.000 indiretos. Delcídio destacou a importância dos investimentos da empresa no estado. “Fiz questão de estar presente a inauguração desse empreendimento , quealém de gerar empregos e riquezas, simboliza a diversificação da economiado nosso estado e mostra o caminho da modernidade que Mato Grosso do Sulprecisa trilhar.

A usina de Costa Rica é uma das mais modernas do mundo eproduz energia a partir da biomassa da cana, ou seja , energia limpa, queé o que todos os países desenvolvidos estão buscando, com o Brasilseguindo essa tendência”, afirmou o senador. “Dentro desta mesma linha, opróximo passo é utilizar o etanol produzido aqui para, através de umprocesso químico do qual uma outra empresa do grupo, a Brasken, detém atecnologia, produzir o eteno, o polietileno e , posteriormente, oplástico, que tem milhares de utilidades. Tudo isso com uma grandevantagem. O plástico feito a partir do álcool é biodegradável e não trazpara o meio ambiente os mesmos danos que aquele feito a partir dopetróleo. É o chamado plástico verde, limpo, que não polui”, explicou.

O senador pediu também que a ETH “olhe com carinho” o pedido feito pelaslideranças de Paranaíba para que a empresa construa no município uma usinade açúcar e álcool. A ETH Bioenergia atua na produção e comercialização de álcool, energiaelétrica e açúcar, destinados ao mercado interno e internacional. Aempresa quer se tornar líder na produção de etanol e energia partir dabiomassa e para isso projeta uma capacidade de moagem de 40 milhões detoneladas já em 2012.

A empresa está investindo em todo o país R$ 8 bilhões para levar suasnove unidades à capacidade máxima de produção, produzindo 3 bilhões delitros de etanol e gerando 2.700 Gwh de energia elétrica a partir do anoque vem. Atualmente a empresa possui sete Unidades em operação em SãoPaulo, Goiás, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. A de Costa Rica será aoitava usina e a nona vai ser inaugurada ainda este ano em Água Emendada, Goiás.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Ministro debate com entidades retorno das aulas presenciais
MAUS TRATOS
Estudante de 26 anos é autuada por maus tratos ao deixar cachorro sem água, sem alimentação e doente
ECONOMIA
Captação da poupança cai pela primeira vez desde janeiro
CAMPO GRANDE
Polícia Civil recupera celular produto de apropriação de coisa achada