Menu
Busca quinta, 26 de novembro de 2020

Deputado federal usa redes sociais para “mandar recados” á possíveis adversários

Deputado federal usa redes sociais para “mandar recados” á possíveis adversários

15 fevereiro 2012 - 16h40
MS Já

O deputado federal Geraldo Resende parece estar mesmo disposto a fazer parte da disputa eleitoral deste ano para prefeito de Dourados. Na rede social que mantém diz ter apoiadores por onde passa.

“Boas visitas hoje em Dourados! Por onde passo um só apelo: candidatura própria do PMDB! Seria bom que alguns vacilantes (poucos, felizmente) os acompanhassem. Veria a vontade da mudança sendo expressada nestes apelos! Agora querem resolver a eleição nas alcovas! Deixem o nosso eleitor se manifestar! Tapetão não! W.O. não! Golpe não! DEMOCRACIA SIM!”, escreveu.

Coincidentemente o jornal Diário MS publicou matéria em que mostra uma possível divisão dentro do PMDB local, onde uns querem manter a coligação que elegeu Murilo Zauith (PSB) e outros querem um candidato próprio para enfrentar o atual prefeito. Um dos que apoiavam a manutenção e que falou com os jornalistas do periódico foi Antônio Nogueira, que na última eleição até apareceu como possível candidato.

Já na manhã de ontem Geraldo voltou a alfinetar quem não quer candidato próprio e ainda pareceu mandar um recado para a equipe do prefeito. “Estou preocupado com a possibilidade de retaliação política dirigida a mim prejudicar moradores do Altos do Indaiá, Vila Industrial, Jardim Oliveira I e II, Vila Industrial, Vila Vieira e bairros adjacentes. Querem perder recursos de emenda viabilizada pelo mandato para Asfalto a fundo perdido para lançar ASFALTO COMUNITÁRIO; ou seja PAGO! Vergonha! Até que ponto vai a política rasteira e baixa de alguns! Penalizam a população para viabilizarem seus projetos pessoais! Vão enfrentar quem não dobra a coluna! Não passarão!”, desafiou o deputado.

Até o momento as conversações nos partidos ainda não revelaram nenhum pré-candidato para enfrentar Murilo Zauith. O PT, por exemplo, está no mesmo processo de reuniões pelo qual o PMDB vem passando. Entre os petistas, porém, a aliança é dada como certa, mas a discussão gera em torno do nome de um vice de Zauith. O prefeito, por sua vez, não se manifestou se terá um petista como vice.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Covid-19: pesquisa aponta queda nos serviços de radioterapia no país
Um dos motivos é o deslocamento do paciente para fazer o procedimento
CAGED
MS cria 4,6 mil vagas de trabalho em outubro; mercado fecha no azul pelo 5° mês consecutivo
POLÍCIA
PM aprende cigarros contrabandeados
LEGISLATIVO
Projeto de Lei irá dar mais informações dos atos do poder executivo em MS