Menu
Busca terça, 24 de novembro de 2020

Desilusão amorosa pode provocar ataque cardíaco

Desilusão amorosa pode provocar ataque cardíaco

01 dezembro 2011 - 16h00
Oqueeutenho.com


O estudo, realizado por Abhishek Deshmukh, da Universidade de Arkansas, nos EUA, foi feito com base em uma pesquisa norte-americana, que reuniu dados de mil hospitais diferentes por todo o país. Segundo ele, dos quase 6,3 mil casos da doença diagnosticados nas diversas regiões do país durante o ano de 2007, 89% eram mulheres.

Após determinar fatores de risco nos pacientes que sofreram da doença – como pressão alta, hábito do fumo e sedentarismo –, o pesquisador descobriu que as mulheres pareciam sofrer 7,5 vezes mais que os homens da síndrome do coração partido. Em pessoas com menos de 55 anos, o risco entre as mulheres sobe para 9,5 em comparação aos homens.

Curiosamente, a probabilidade de ser acometido pela síndrome é ainda maior durante o verão – ao contrário da maioria dos ataques de coração, que, geralmente, acontecem no período do inverno.

“Uma possibilidade é que os hormônios sejam responsáveis por essa predominância entre as mulheres, desempenhando um papel na síndrome. Outra, é que os homens têm mais receptores de adrenalina sobre as células em seus corações do que as mulheres e, talvez por isso, os homens sejam capazes de lidar melhor com o estresse.”

A pesquisa também mostra que cerca de 10% das pessoas afetadas têm um segundo episódio da síndrome em algum momento de suas vidas, mas sem danos cardíacos permanentes ou necessidade de acompanhamento. Parece que o tempo é a melhor forma de consertar um “coração partido”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTE
Mato Grosso do Sul brilha no Brasileiro de Canoagem Maratona e conquista 16 medalhas
PGE
Adesão de advogados é imprescindível para sucesso do Acordo Direto em precatórios
BOLETIM COVID
De cada 100 testes de Covid em MS metade tem dado positivo
SAÚDE
Butantan anuncia que testes da CoronaVac chegaram à fase final