Menu
Busca quarta, 25 de novembro de 2020

DOF aperta a fiscalização de veículos na fronteira por conta da febre aftosa

DOF aperta a fiscalização de veículos na fronteira por conta da febre aftosa

20 setembro 2011 - 10h08Por Correio do Estado
Apesar do foco de febre aftosa no Paraguai, a fiscalização na fronteira com o Brasil hoje por parte dos órgãos de segurança era normal. Na rodovia MS – 463 que liga Dourados a Ponta Porã e nas rodovias MS – 386 entre Ponta Porã e Amambai e MS – 165 que ligam Ponta Porã a Aral Moreira, todas na fronteira seca com o Paraguai havia pouca fiscalização hoje.

No período da tarde, por exemplo, apenas uma equipe do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) realizava barreiras na região. Até mesmo o Exército Brasileiro que está realizando desde o último final de semana a Operação Ágata II de combate ao contrabando e ao tráfico de drogas, não fez barreiras na BR – 463 como aconteceu, por exemplo, no sábado e no domingo. No Posto Capeí da Polícia Rodoviária Federal (PRF) a movimentação era pequena.

O comandante do DOF coronel Joel Martins dos Santos disse ter recebido orientação da Secretaria de Justiça e Segurança Pública para aumentar a fiscalização e fiscalizar com rigor o trânsito de bovinos na região. “Já fomos comunicados por nossos superiores para que este tipo de atuação seja reforçada”, afirmou.

Ontem o DOF realizou barreiras na BR – 463 e também no entroncamento entre as rodovias MS – 386 e MS – 165, extensa área de fronteira seca, onde também fica localizado o Posto Maemi de fiscalização da Iagro. Apenas o assistente de atividades agropecuárias Leandro Alfredo Lopes estava no posto.

Ele disse que a fiscalização volante do órgão aumentou depois que foi confirmado o caso de febre aftosa no Paraguai.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DIREITOS HUMANOS
Mídia é parceira no combate violência para mulher, dizem especialistas
JUSTIÇA
2ª Câmara Criminal mantém sentença de condenado por tráfico de drogas
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda e cai a R$ 5,32
REGIÃO
Polícia Militar prende autor de ameaça com simulacro em Paranaíba