Menu
Busca quarta, 19 de dezembro de 2018
(67) 9.9973-5413
BANNER 1
ELEIÇÕES

Eleitor que faltou no primeiro turno tem até hoje para se justificar

06 dezembro 2018 - 10h00Por Da Redação

Termina hoje (06/12) o prazo para justificar a ausência no primeiro turno das eleições deste ano. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), aqueles que não votaram no primeiro turno precisam regularizar sua situação eleitoral.

A quitação eleitoral é exigida para posse em cargo público, matrícula em instituições de ensino superior e emissão de passaporte, por exemplo. Servidores públicos correm risco de não receber  salários. Após três ausências consecutivas às urnas, o eleitor tem o título cancelado.

É possível regularizar a situação pela feita pela internet, no Sistema Justifica, disponível nos portais dos tribunais regionais eleitorais (TREs), no menu de serviços ao eleitor. Neste caso, o eleitor deve preencher o formulário online, declarar o motivo da ausência e anexar comprovante do impedimento para votar. O sistema emite o protocolo para acompanhamento do pedido.

Quem preferir, também pode ir a um cartório eleitoral, preencher o formulário disponível nesses locais e nos portais dos tribunais eleitorais. A documentação deve ser entregue pessoalmente em qualquer cartório eleitoral ou enviada por via postal ao juiz da zona eleitoral na qual o eleitor é inscrito. É preciso anexar ao formulário a comprovação do motivo da ausência nas eleições.

Residentes no exterior

Os brasileiros residentes no exterior inscritos para votar, mas que não compareceram às urnas, também precisam justificar a ausência.

Nesse caso, o requerimento de justificativa eleitoral deve estar acompanhado de cópia de documento oficial brasileiro de identidade e da comprovação do motivo da ausência. A justificativa pode ser entregue nas representações diplomáticas brasileiras ou enviada pelo Sistema Justifica.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Em 2017, apenas 2,5% dos cursos de graduação tiveram nota máxima
EMPREGO
Funtrab recadastra indígenas para trabalhar na colheita de maçã em SC e RS
MATO GROSSO DO SUL
Deputados aprovam salário de R$ 35,46 mil ao governador do Estado
ECONOMIA
Produção industrial de MS segue em elevação no mês de novembro