Menu
Busca quarta, 25 de novembro de 2020

Estudo mostra que malhação proporciona benefícios a portadores de diabetes

19 fevereiro 2012 - 11h35Por Correio Web
Os diabéticos ganharam um aliado importante e muito saudável no combate à doença. Uma pesquisa da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Universidade de São Paulo (USP) comprova que exercícios físicos proporcionam vários benefícios a portadores de diabetes melito tipo 1. Ratos com a doença, submetidos a treinamento físico sem usar insulina, apresentaram uma reversão de 26% na perda de neurônios do gânglio celíaco esquerdo, uma estrutura do sistema nervoso simpático localizada no início da cavidade abdominal. Eles voltaram ainda a ter o mesmo número de neurônios. Nos animais diabéticos sedentários, foi constatado efeito contrário: uma redução de 26% no número de neurônios do gânglio celíaco.

Outros resultados positivos foram a normalização da pressão arterial e da frequência cardíaca, o controle da hiperglicemia (excesso de glicose no sangue) e aumento de peso dos animais por causa do ganho de massa muscular. O gânglio, conhecido também como cérebro do abdômen, é um conjunto de neurônios localizados próximo ao estômago. Ele é responsável por enviar impulsos nervosos ao pâncreas, órgão onde a insulina é produzida. No diabetes melito tipo 1, ocorre um comprometimento dessa produção e os pacientes ficam dependentes de injeções do hormônio.

O estudo, resultado de uma tese de doutorado, pode pôr fim à falta de consenso sobre os benefícios do treinamento físico para o diabetes melito tipo 1 na literatura científica. “O exercício do corpo é muito aceito na medicina para diabetes tipo 2. No tipo 1, há certas dúvidas. A pesquisa vem então para confirmar que a atividade é salutar para os dois”, afirma o coordenador do estudo, o estereologista Antonio Augusto Coppi, do Laboratório de Estereologia Estocástica e Anatomia Química (LSSCA) do Departamento de Cirurgia da FMVZ.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DIREITOS HUMANOS
Mídia é parceira no combate violência para mulher, dizem especialistas
JUSTIÇA
2ª Câmara Criminal mantém sentença de condenado por tráfico de drogas
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda e cai a R$ 5,32
REGIÃO
Polícia Militar prende autor de ameaça com simulacro em Paranaíba