Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020

Famasul dá suporte para levantamento de custos de produção de aves

18 outubro 2011 - 13h20
Divulgação (TP)

Técnicos da Federação de Agricultura e Pecuária de MS (Famasul) promovem essa semana reuniões nos principais pólos avícolas de Mato Grosso do Sul. As reuniões acontecem, hoje em Dourados (18), e amanhã em Aparecida do Taboado (19) e tem o objetivo de auxiliar os produtores no levantamento de custos da produção de aves.



Realizado nessas que são as três principais regiões produtoras do Estado, o levantamento é inédito e atende demanda dos avicultores da região Sul para a construção do indicador do investimento consolidado na produção de frango de corte. “Vamos apontar todos os itens que formam os custos. É uma ferramenta relevante para que o produtor analise e planeje sua produção e para que possa negociar com o setor industrial”, explica Adriana Mascarenhas, assessora técnica da Famasul.



A metodologia do levantamento foi desenvolvida pela Empresa Brasileira de Agropecuária (Embrapa) e já é utilizada pela Federação da Agricultura e Pecuária do Paraná (Faep). Assim como acontece no estado vizinho, espera-se que os dados sirvam de referência para agentes do setor produtivo, órgãos públicos, sistema financeiro e instituições de ensino e pesquisa.



De acordo com Adriana, a ação vai contribuir para o fortalecimento da avicultura no Estado. O Brasil é o maior exportador da carne de frango de corte, com 30,37% da produção mundial. Dados da Câmara Setorial de Avicultura de MS aponta que o Estado possui 1.291 aviários, com um consumo mensal de ração de 56 mil toneladas e abate de 590 mil aves/dia.



Participam das reuniões produtores e representantes do setor industrial das regiões. Os encontros acontecem na sede dos sindicatos rurais. Em Sidrolândia, estão sendo analisados quatro modelos de aviários: convencional, manual, climatizado e semi-climatizado.



Sobre a Famasul - A Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul) é uma das 27 entidades sindicais que integra a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Tem atuação voltada para o desenvolvimento sustentável do agronegócio e representa os interesses dos produtores e dos sindicatos rurais do Estado. Como representante do homem do campo, a Famasul põe seu corpo técnico a serviço da competitividade da agropecuária, da segurança jurídica e da valorização do homem do campo. O produtor rural sustenta a cadeia do agronegócio, respondendo diretamente por 16,6% do PIB sul-mato-grossense e responsável por parcela substancial da produção industrial de Mato Grosso do Sul. Acesse www.famasul.com.br.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BR 267
Polícia Militar intercepta e apreende duas caminhonetes que seriam utilizadas pelo crime organizado na região de fronteira
ECONOMIA
Pedidos de seguro-desemprego caem 9,3% na primeira metade de setembro
PONTA PORÃ
Polícia Civil prende mulher que forjou o sequestro do próprio neto
JUSTIÇA
Réus condenados no Tribunal do Júri têm recurso negado