Menu
Busca terça, 01 de dezembro de 2020

Famílias gastam mais que o governo com saúde, indica IBGE

Famílias gastam mais que o governo com saúde, indica IBGE

18 janeiro 2012 - 13h50Por UOL
Embora os gastos do governo com bens e serviços de saúde tenham aumentado em ritmo mais intenso entre 2007 e 2009, as famílias continuam contabilizando despesas mais elevadas nesse setor. Entre os dois anos, as famílias brasileiras responderam, em média, por mais da metade (56,3%) desses gastos, o que representou cerca de 4,8% do Produto Interno Bruto (PIB) em todo o período. Já os gastos da administração pública aumentaram sua participação no PIB de 3,5% para 3,8% entre os dois anos.

Os dados fazem parte da pesquisa Conta Satélite de Saúde, divulgada ontem (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O levantamento traz informações sobre a produção, o consumo e o comércio exterior de bens e serviços relacionados à saúde, além de dados relacionados ao trabalho e à renda nas atividades que geram esses produtos.

De acordo com o estudo, as famílias gastaram, em 2009, R$ 157,1 bilhões em bens e serviços de saúde, enquanto a administração pública desembolsou R$ 123,6 bilhões com o mesmo setor. Já as instituições sem fins lucrativos a serviço das famílias gastaram R$ 2,9 bilhões (0,1% do PIB).

Dessa forma, o consumo de bens e serviços de saúde naquele ano representou 8,8% do PIB total do país, alcançando R$ 283,6 bilhões.

Em 2009, as principais despesas de consumo final das famílias foram com outros serviços relacionados com atenção à saúde, como consultas médicas e odontológicas, exames laboratoriais (36,3% do total) e com medicamentos para uso humano (35,8%).

No caso da administração pública, 66,4% do total foi gasto com saúde pública. As despesas em unidades privadas contratadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) responderam por 10,8% e os medicamentos para distribuição gratuita representaram 5,1% dos gastos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ARAL MOREIRA
Homem é encontrado carbonizado e com marcas de tiros no corpo
Motocicleta com placas do Paraguai também foi queimada
IGUATEMI
Homem morre vítima de tiro acidental na cabeça durante pescaria
Jair Ruzzene, de 56 anos, se apoiou em cano de espingarda quando arma disparou e o atingiu
MARACAJU
Veículo com quase meia tonelada de maconha foi apreendido pelo DOF
ECONOMIA
Caixa retorna valores não movimentados do saque emergencial do FGTS