Menu
Busca sexta, 22 de janeiro de 2021

Fetagri condena ação do Incra de querer tomar terras sorteadas

26 junho 2012 - 15h00
DouradosAgora


A Fetagri (Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Mato Grosso do Sul) condenou a iniciativa do INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) de querer tomar lotes de famílias do Assentamento Santo Antônio, em Itaquiraí. “O processo de distribuição foi legal. As famílias foram beneficiadas por intermédio de sorteio feito pelo próprio instituto”, explicou Geraldo Teixeira de Almeida, presidente da federação.

O líder sindical informou que foram mais de mil famílias assentadas naquele município, em 2009. Cerca de 400 são ligadas à Fetagri. O restante de outros movimentos sociais.

Geraldo Teixeira lembrou ainda que o então coordenador do INCRA na época, Flodoaldo Alves de Alencar, foi quem efetuou o sorteio que destinou as ares para as famílias. “Portanto, não aceitamos que o próprio órgão queira agora tomar essas áreas dessas mesmas famílias”, contestou Geraldo.

O presidente da Fetagri disse que a entidade é contra aqueles que compram as áreas das pessoas que receberam os lotes. “Quem compra é por que tem dinheiro e se tem dinheiro não deve permanecer nesse programa que visa beneficiar colonos sem terra e sem condições de comprá-las”, explicou. (Da assessoria)

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Em quatro dias, mais de 11 mil pessoas foram vacinadas contra Covid-19 em Mato Grosso do Sul
SAÚDE
Vacinas da AstraZeneca chegam ao Brasil
SAÚDE
Covid-19: Anvisa aprova segundo lote da vacina CoronaVac
CIDADES
Prorrogado por mais 15 dias o toque de recolher no MS