Menu
Busca quarta, 12 de agosto de 2020

Fumaça de incêndio em prédio de luxo mata publicitário

02 outubro 2011 - 19h32Por Terra

Um homem de 24 anos morreu após inalar fumaça em um prédio de luxo em Campo Grande (MS). O incêndio ocorreu na madrugada de ontem e há suspeita de que tenha começado no sistema de gás. Giovanni Cesar Dolabanni Leite era publicitário, tinha paralisia nas pernas e andava com ajuda de muletas. Segundo o Corpo de Bombeiros, ele sofreu uma parada cardiorrespiratória antes de chegar ao hospital.

A vítima morava no décimo andar do edifício Leonardo Da Vinci. As chamas estavam em um apartamento do nono e, ao soar o alarme, os moradores dos 20 pisos começaram a evacuar o local. Giovanni passou mal na escada. Além da morte, uma criança de 7 anos também passou mal e foi encaminhada à Santa Casa da cidade. O menino, que mora com os pais, estava internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI) e respirava por aparelhos com estado de saúde grave.

Nas primeiras horas da manhã, cerca de 12 viaturas acompanhavam a ocorrência. O local ficou interditado até as 12h. Como não houve danos à estrutura física, o prédio foi liberado para o retorno dos moradores. O condomínio é da construtora Plaenge, que informou que a inauguração aconteceu há nove anos e nunca houve situação de incêndio, mas os sistemas elétricos e hidráulicos devem passar por reparos. Em julho, outro condomínio da mesma empresa também sofreu com um incêndio, em um apartamento do 17º andar do edifício Solar do Lago.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LEI
Grupo Amor Vida é declarado de Utilidade Pública Estadual
AGEPAN
Para ampliar suporte a custodiados indígenas, Agepen se reúne com representantes da Funai em MS
CRIME AMBIENTAL
Polícia Militar Ambiental de Batayporã autua infrator por desmatamento ilegal com o objetivo de construir estrada
LOTERIA
Mega-Sena acumula novamente e pode pagar R$ 12,5 milhões amanhã