Menu
Busca sábado, 16 de janeiro de 2021

Governador de MS será investigado por suposta coação

22 agosto 2012 - 14h10
MS Já


O vídeo em que o governador André Puccinelli (PMDB) aparece em uma suposta coação eleitoral com servidores públicos em Campo Grande terá apoio da Polícia Federal nas investigações, após denúncia realizada pelo Ministério Público Estadual (MPE).

De acordo com o site de notícias Midiamax, da capital, no dia 10 de agosto, o atual mandatário do Estado participava de uma reunião política, onde pedia votos para o ’seu’ candidato a prefeitura de Campo Grande, Edson Giroto, aos servidores da Secretaria Estadual de Assistência Social.

Conforme um vídeo publicado no site, Puccinelli chamava os trabalhadores do Estado pessoalmente para saber como seriam os votos, tanto para prefeito, quanto para vereador, nas eleições municipais do dia 7 de outubro.

Na visão do Ministério Público, o vídeo gravado – que repercutiu na imprensa nacional - em alto e bom som, pode ter revelado uma prática ilegal, por isso, o órgão pedirá apoio da Polícia Federal para averiguar o caso.

“Com a finalidade de averiguar a veracidade das informações citadas”, os promotores requerem que “seja realizada perícia no material apreendido, com a respectiva de gravação, inclusive com a identificação da voz das pessoas presentes na reunião”, diz nota do MPE publicada no site.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CUIDADO
Janeiro Branco e os cuidados com saúde emocional em meio a uma pandemia
SELVÍRIA
Paulista é autuado por derrubada de árvores e incêndio ilegal da vegetação nativa
CORONAVÍRUS
Em 24 horas MS registra 1.316 exames positivos de Covid-19 e 13 mortes
JUSTIÇA
Senacon adotas medidas para combater comércio de vacinas falsificadas