Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020

Governo de MS libera entrada de produtos agropecuários do Paraguai

Governo de MS libera entrada de produtos agropecuários do Paraguai

05 outubro 2011 - 16h40
G1 MS

Durante cinco dias, veículos vindos do Paraguai transportando produtos de origem animal ou vegetal foram impedidos de entrar em Mato Grosso do Sul. O bloqueio determinado por um decreto foi a estratégia usada pelo estado para reduzir o fluxo de carros na fronteira e reforçar a vigilância nas barreiras sanitárias.

Desde que o foco de febre aftosa foi confirmado no Paraguai o Brasil suspendeu a comercialização de carne in natura e animais vivos do país visinho. Mas o embargo comercial não é suficiente para evitar que o vírus cruze a fronteira e atinja o rebanho brasileiro. É preciso também se preocupar com a higienização dos veículos que circulam na região de fronteira.

O vírus pode estar nos pneus e em toda a parte dos veículos. Por isso, caminhões que transportam gado brasileiro e aqueles vindos do Paraguai são parados para a desinfecção. Segundo a Agência de Vigilância Sanitária, a solução, uma mistura de iodo com detergente, é capaz de matar o vírus da febre aftosa. Os postos de desinfecção estão sendo instalados nos municípios que ficam na linha de fronteira com Paraguai. O Exército permanecerá na fronteira com o Paraguai por mais 30 dias, dando apoio aos agentes de Vigilância Sanitária.

A Agência de Defesa Agropecuária de Mato Grosso do Sul também instalou um posto de desinfecção em Corumbá, na fronteira com a Bolívia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
STF mantém obrigação de locadoras terem cota de veículos adaptados
Norma era questionada pela Confederação Nacional dos Transportes
NOTÍCIAS
Criança sob guarda deve receber mesmo tratamento que filho em plano de saúde
MEIO AMBIENTE
Números de multas e de focos de queimadas no MS já superam 2019
POLÍTICA
Brasil é vítima de desinformação sobre meio ambiente, diz Bolsonaro