Menu
Busca quarta, 30 de setembro de 2020

Governo deve bancar Neymar no Santos

06 agosto 2011 - 12h25Por e-Band
Por tras de toda a valentia do Santos para peitar os poderosos e milionários clubes europeus que queriam contratar Neymar, havia o guarda-chuva do Governo Federal. Dias atrás o presidente Luiz Álvaro de Oliveira deu essa pista, dizendo que pediria essa ajuda.

Agora sabe-se que há propostas de có-patrocínios no Ministério dos Esportes, no Banco do Brasil e nos Correios.

Todos estão interessados em ter Neymar como garoto-propaganda. Se tudo der certo, o salário do craque vai chegar a R$ 1,5 milhão por mês, equivalente ao que o Real Madri estava oferecendo.

O único problema é o precedente que se abre. Agora, todos os clubes poderão se achar no direito de pedir socorro à presidente Dilma Rousseff quando as finanças estiverem apertadas. E já estão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Justiça Federal manda soltar acusados de invadir celular de Moro
ECONOMIA
Antecipação do INSS poderá ser pedida sem limitação de distância
ECONOMIA
Déficit primário do Governo Central atinge R$ 96,1 bilhões em agosto
NOTÍCIAS
1ª Câmara Cível considera regular a devolução de bem à revendedora