Menu
Busca terça, 04 de agosto de 2020

Governo toma medidas extremas para evitar chegada de febre aftosa

21 setembro 2011 - 15h00
Descoberta de foco da doença em rebanho no Paraguai disparou o sinal de alerta do lado brasileiro. Ultimo caso de febre aftosa no Brasil foi em 2006

G1 MS

A descoberta de um foco de febre aftosa em um rebanho do Paraguai disparou o sinal de alerta do lado brasileiro da fronteira. As autoridades sanitárias anunciaram uma medida extrema. O Ministério da Agricultura informou que todos os caminhões que vierem do Paraguai serão desinfectados na região da Ponte da Amizade de Foz do Iguaçu, em Guaíra, e em outros postos móveis que serão montados com esta finalidade.

A fiscalização foi intensificada em toda a fronteira, principalmente no Paraná, onde o movimento é maior. Ao todo, 24 toneladas de carne que cruzaram a ponte foram impedidas de seguir viagem pelo Brasil. Os militares paraguaios vão sacrificar 800 animais na região onde o foco da doença foi identificado, que fica no estado de São Pedro, a 450 quilômetros de Foz do Iguaçu. O último caso confirmado de febre aftosa no Brasil foi em 2006.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Caixa vai pagar auxílio emergencial a 805 mil novos beneficiários
NOTÍCIAS
CIEE registra aumento no número de vagas de estágio e aprendizagem
TRÁFICO DE DROGAS E DE MUNIÇÕES
Polícia apreende caminhão que seguia de MS para o RJ, com 3,9 toneladas de maconha, pistola e munições para fuzil
GERAL
Energia elétrica de inadimplentes pode ser cortada a partir de hoje