Menu
Busca sexta, 22 de janeiro de 2021

Governo toma medidas extremas para evitar chegada de febre aftosa

21 setembro 2011 - 15h00
Descoberta de foco da doença em rebanho no Paraguai disparou o sinal de alerta do lado brasileiro. Ultimo caso de febre aftosa no Brasil foi em 2006

G1 MS

A descoberta de um foco de febre aftosa em um rebanho do Paraguai disparou o sinal de alerta do lado brasileiro da fronteira. As autoridades sanitárias anunciaram uma medida extrema. O Ministério da Agricultura informou que todos os caminhões que vierem do Paraguai serão desinfectados na região da Ponte da Amizade de Foz do Iguaçu, em Guaíra, e em outros postos móveis que serão montados com esta finalidade.

A fiscalização foi intensificada em toda a fronteira, principalmente no Paraná, onde o movimento é maior. Ao todo, 24 toneladas de carne que cruzaram a ponte foram impedidas de seguir viagem pelo Brasil. Os militares paraguaios vão sacrificar 800 animais na região onde o foco da doença foi identificado, que fica no estado de São Pedro, a 450 quilômetros de Foz do Iguaçu. O último caso confirmado de febre aftosa no Brasil foi em 2006.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Menos Brasília, mais Brasil: para planejamento da Senasp passa por demandas da segurança pública
SAÚDE
Distribuição de vacinas da AstraZeneca deve começar neste sábado
ELEIÇÕES 2020
TSE suspende consequências para quem não votou nas eleições de 2020
SAÚDE
Secretaria de Estado de Saúde toma medidas para evitar "fura filas" da vacina contra Covid-19