Menu
Busca sexta, 07 de agosto de 2020

Grávida de sete meses é espancada por grupo em MS

Grávida de sete meses é espancada por grupo em MS

31 agosto 2011 - 12h26Por G1
Um grupo de oito pessoas é suspeito de espancar uma jovem grávida de sete meses após um roubo em Ribas do Rio Pardo, distante 97 quilômetros de Campo Grande. De acordo com a Polícia Civil, a gestante de 20 anos de idade registrou boletim de ocorrência alegando ter sofrido as agressões na madrugada de domingo (28), em um clube que fica no centro da cidade. Durante a ação ela perdeu um celular. No mesmo dia, outro jovem a teria agredido novamente na rua.

A jovem grávida relatou à polícia que foi ao clube porque queria vender o aparelho. De acordo com o titular da Delegacia de Polícia Civil de Ribas, Reginaldo Salomão, no momento em que ela ofereceu o celular a um dos adolescentes do grupo, de 16 anos, ele o roubou. "Primeiro tentaram enganá-la. Então, ela ameaçou chamar a polícia e a espancaram", relatou.

Os membros do grupo agrediram a jovem com rasteiras, tapas, chutes e puxões de cabelo. Apesar da sequência de agressões, a mulher não sofreu ferimentos graves.

Seis adolescentes e dois adultos, com idades entre 14 e 35 anos, faziam parte do grupo e foram apreendidos e presos em flagrante logo depois do crime. Todos têm antecedentes criminais, segundo a polícia. Os adultos foram indiciados por roubo impróprio, quando ocorre a subtração do bem seguida de agressão. Os envolvidos foram soltos por decisão judicial e vão responder em liberdade.

Policiais socorreram a grávida e a levaram para o hospital da cidade, e em seguida à delegacia para prestar depoimento. Pouco depois de deixar o distrito policial, a mulher foi agredida novamente, desta vez pelo irmão do adolescente suspeito de praticar o roubo, um jovem de 19 anos, que exigiu a retirada da queixa contra o grupo.

Segundo Salomão, o nono agressor apresentou-se à delegacia na tarde de terça-feira (30). Ele foi indiciado por coação no curso do processo, pois a agressão visava a retirada da queixa contra o grupo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Agentes prisionais tiveram saúde mental abalada na pandemia
Pesquisa mostra que tensão entre os presos é um dos motivos
SAÚDE
MP destina R$ 1,99 bilhão para viabilizar vacina contra covid-19
TRÊS LAGOAS
Polícia Militar Ambiental captura jiboia em condomínio
NOTÍCIAS
Paraguai prevê reabertura de lojas da fronteira em setembro
Ministro de Relações Exteriores diz que conversa está avançada com governo brasileiro