Menu
Busca sábado, 27 de fevereiro de 2021

Homem morre por causa de R$ 0,15 em MS

03 outubro 2011 - 10h17Por G1/MS
Um homem morreu em troca de tiros ocorrida em conveniência do bairro Caiobá, em Campo Grande. Segundo a Polícia Civil, a confusão começou depois de discussão iniciada entre quatro clientes e os proprietários do estabelecimento, por causa de diferença de R$ 0,15 na conta.

De acordo com registro da ocorrência, os quatro homens estavam bebendo na conveniência por volta da 0h30 (horário de MS). Quando foram embora, pagaram a conta. O proprietário disse que ainda faltavam R$ 0,15 para fechar a dívida. Um dos homens entregou uma nota de R$ 50 e queria que o comerciante devolvesse R$ 49,85.


O comerciante e os quatro homens começaram a discutir e chegaram a agressões físicas. Os clientes foram embora e, segundo registro policial, disseram que voltariam para “quebrar tudo”. Pouco tempo depois, os quatro voltaram. O pai e o irmão do dono da conveniência, que estavam no local, disseram à polícia que eles chegaram atirando em direção ao estabelecimento.

O pai e o irmão do dono conveniência, que estavam armados, disseram à polícia que revidaram os tiros e acertaram três dos quatro suspeitos. Um dos clientes morreu no local com tiro na cabeça. Outros dois ficaram feridos e foram levados para Santa Casa de Campo Grande. O quarto homem fugiu e não foi identificado pela polícia.

O pai e o irmão do proprietário do estabelecimento foram detidos em flagrante por homicídio doloso e tentativa de homicídio.

A polícia recolheu as armas deles, duas armas calibres 32 e 22. Não foi encontrada nenhuma arma com os clientes envolvidos na confusão. O caso foi registrado pela Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Satélite brasileiro será lançado na madrugada deste domingo
PARANAÍBA
Polícia Militar tira de circulação mais um casal traficante de drogas
LEGISLATIVO
Deputado Neno Razuk solicita verbas para recapeamento de trecho da MS-487
REGIÃO
PMA autua infrator por construção de dreno poluindo córrego e por manter gado degradando margens