Menu
Busca sexta, 04 de dezembro de 2020

Luis Fabiano festeja fim de panelas e promete reagir a grito de pipoqueiro

17 janeiro 2012 - 16h25Por Gazeta Esportiva
Todos os sete gols marcados por Luis Fabiano nesta nova passagem pelo São Paulo foram comemorados com uma corrida em direção às arquibancadas, seguida por puxões, beijos e mordidas no símbolo, algumas vezes com os dedos indicadores apontando para o céu. O camisa 9 nunca mais repetiu o gesto de cruzar os punhos, símbolo da Torcida Tricolor Independente, que o chamou de pipoqueiro pouco antes de ele ser negociado, há quase oito anos.

O atacante que se considera guerreiro avisou que não aceitará mais passivamente um protesto como o de 2004. A mesma uniformizada que fez o ídolo deixar o Tricolor reclamando de perseguição tenta reconquistá-lo desde seu desembarque no Brasil, mas não parece ter sucesso na busca pelo perdão. Assim como alguns dos atletas recém-negociados.

Ainda sem um título expressivo pelo clube que adotou no coração, Luis Fabiano está mais confiante após perceber que pequenas 'panelas' foram desmontadas - Dagoberto, Xandão, Jean, Marlos, Carlinhos Paraíba e Rivaldo saíram - e que o elenco está mais unido neste início de 2012.

A situação faz com que o camisa 9 se sinta mais em casa, a ponto de encarar com bom humor as provocações de Emerson Leão e até instigá-lo a ser irônico com o apelido de "Fabuloso".

É o discurso de um jogador que custou R$ 17,5 milhões e passou sete meses em recuperação de cirurgia na coxa direita com um pensamento fixo: ser feliz de novo no Morumbi.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Captação da poupança cai pela primeira vez desde janeiro
CAMPO GRANDE
Polícia Civil recupera celular produto de apropriação de coisa achada
EDUCAÇÃO
Brasil obtém 5 medalhas em olimpíada latino-americana de astronomia
ECONOMIA
Com destaque para soja e açúcar, exportações de MS somam US$ 5,4 bilhões de janeiro a novembro