Menu
Busca segunda, 23 de novembro de 2020

Marçal promove mobilização contra o crack

30 setembro 2011 - 12h30
Marçal promove mobilização contra o crack

Divulgação (TP)

Na sexta-feira da próxima semana, dia 7 de outubro, o deputado federal Marçal Filho (PMDB), representante do Mato Grosso do Sul na Frente Parlamentar Contra o Crack, na Câmara Federal, vai mobilizar a sociedade douradense, com apoio de entidades, políticos e outras autoridades para debater, em uma audiência pública, sobre o enfrentamento ao crack. Será um verdadeiro arrastão no combate a essa droga que tem destruído a vida de milhares de pessoas e desestruturado muitas famílias. O evento acontece a partir das 18h30 no auditório da OAB, de Dourados.

Para o parlamentar, as drogas no Brasil viraram epidemia, se transformando em um problema de saúde pública. “Na audiência pública reuniremos em um mesmo local, autoridades médicas, de assistência social, policiais e políticas para debatermos, de forma ampla, as melhores estratégias para combater os tráfico de drogas e ajudar os dependentes químicos a se livrarem do vício das drogas, em especial do crack, considerada altamente destrutiva”, ressalta.

Desde que assumiu o mandado de deputado, Marçal Filho tem transformado o município de Dourados em palco de importantes debates. O parlamentar já promoveu na cidade audiências públicas para discutir temas como pedofilia, aposentadoria e ensino técnico profissionalizante e agora sobre o crack. “A segunda maior cidade do Mato Grosso do Sul não pode ficar fora de grandes discussões como essas. Até porque somos um município pólo, com referência no ensino superior, repleto de formadores de opinião, uma cidade que fomenta a educação e o conhecimento. Já promovi diversas audiências e pretendo realizar muitos outros debates ao longo do meu mandato de deputado”, salienta.

Já confirmaram presença na audiência pública, o Juiz Federal Odilon de Oliveira, que ficou conhecido nacionalmente pelo trabalho contra o crime o organizado no Brasil e por colocar atrás das grandes criminosos. Também participará do evento, inclusive proferindo uma palestra o também deputado federal Fabio Trad e ex-presidente da OAB de Mato Grosso do Sul.

A idéia de promover uma audiência pública em Dourados para discutir o problema do crack, surgiu de uma conversa que o deputado teve com o coordenador Nacional de Saúde Mental do Ministério da Saúde, Roberto Tykanori. Na oportunidade Marçal Filho tomou conhecimento de que o governo federal vai lançar um amplo programa de assistência aos dependentes químicos, no Brasil, sobretudo às vítimas do crack. A partir de então, o parlamentar decidiu mobilizar autoridades federais, estaduais e municipais de Mato Grosso do Sul para discutir com a sociedade, medidas que serão adotadas no Estado para atender os dependentes químicos e seus familiares.

Segundo Marçal Filho, o novo programa de Dilma Rousseff será desenvolvido nos moldes daqueles que já existem em países desenvolvidos, onde o dependente é tratado em sua plenitude e não apenas por meio de medidas paliativas. “Num primeiro momento o dependente será internado em unidades mantidas pelo Ministério da Saúde e, num segundo momento, será levado para instituições parceiras onde receberá todo acompanhamento psiquiátrico, psicológico, de assistência social e terapêutico. Será um trabalho integrado com um único objetivo: livrar pessoas do vício das drogas”, explica.

Por várias vezes o deputado já se dirigiu aos ministros da Saúde, Alexandre Padilha, das Cidades, Mário Negromonte e da Justiça José Eduardo Cardoso, para relatar o drama de famílias que sofrem com a dependência química e não encontram apoio para tratar seus de-pendentes. “O crack surgiu como forma de baratear o custo da cocaína que considerada a droga dos ricos. Ele é uma substância altamente destrutiva que chega ao sistema nervoso em dez segundos, causa euforia, alegria, perda de apetite, insônia e, na seqüência, o desejo de consumir mais”, alerta Marçal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Guedes diz que país vai perder menos empregos que na última recessão
JUSTIÇA
Concessionária indenizará cliente por cobrança abusiva e fatura indevida
SAÚDE
Semana Nacional do Doador de Sangue une 17 hemocentros em todo o País
ECONOMIA
Começa hoje a semana de educação financeira do Banco Central