Menu
Busca quinta, 28 de janeiro de 2021

Medida gaúcha pode suspender o pagamento do piso nacional dos professores em MS

09 outubro 2011 - 21h55Por MS Já
Uma ação que começou a correr no Rio Grande do Sul poderá refletir em todo o Brasil. O Governo gaúcho solicitou que o Supremo Tribunal Federal (STF) suspenda os efeitos de decisão que considerou constitucional o pagamento do piso nacional dos professores de ensino básico das escolas públicas brasileiras.

Caso o SFT entenda a legalidade da ação gaúcha, poderia criar uma jurisprudência para que os demais Estados também suspendam seus pagamentos. No caso no Mato Grosso do Sul a ação a pode ser ainda mais imediata, uma vez que aqui o governo foi um dos Estados que não achava necessária a implantação do programa.

Além do MS e do Rio Grande do Sul, Ceará, Paraná e Santa Catarina também se manifestaram contrários. A procuradoria gaúcha alegou que a decisão inicial do STF foi dada “sem sequer considerar – pelo menos de modo explícito – as ponderações dos governadores”. Disseram também que o Estado está com as “finanças seriamente combalidas e a execução de políticas públicas paralisada”e que “nunca poderão reaver os valores pagos aos servidores, porquanto terão eles os recebido de boa-fé”. O ministro Celso de Mello é o relator da Ação Cautelar

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Tereza Cristina: transformação digital deve inserir agronegócio
SAÚDE
Covid-19: OMS aponta presença da variante de Manaus em oito países
POLÍTICA
Governo federal diz que não se envolve em compras privadas de vacina
ECONOMIA
Bolsonaro apela para que caminhoneiros não façam greve