Menu
Busca sábado, 16 de janeiro de 2021

Nova divisão do ICMS pode render até R$ 100 mi a MS

06 julho 2012 - 08h37Por Correio do Estado
A disputa entre estados pelo Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) das vendas feitas através do e-commerce está prestes a terminar. Foi aprovada na última quarta-feira, por unanimidade, no Senado Federal, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC nº 103/2011), que divide entre destino e origem os recursos adquiridos pelo tributo nas comercializações via internet.

Agora ela segue para avaliação da Câmara dos Deputados. A estimativa é de que, se aprovada e depois sancionada pela presidente Dilma Roussef, Mato Grosso do Sul poderá ter um incremento entre R$ 80 e R$ 100 milhões por ano na arrecadação do imposto.

“Isso representou um avanço do pacto federativo, porque até agora poucos estados recolhem o ICMS sobre das vendas eletrônicas, enquanto o estado onde efetivamente é feita a compra não recebe nada”, comemorou o senador Delcídio do Amaral (PT), autor do projeto. Atualmente o Brasil movimenta numa rede de cerca de 30 milhões de consumidores, quase R$ 20 bilhões por ano em vendas pela Internet, com potencial de crescimento entre 15% e 20% ao ano.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BR 158
PMA autua empresa mato-grossense por derramamento de cerca de 22 mil litros de combustível
ECONOMIA
China contribuiu com mais da metade do superávit comercial do Brasil
RIO BRILHANTE
Polícia Civil prende suspeitos de tráfico de drogas que faziam parte organização criminosa
NOTÍCIAS
Negada indenização a comprador de veículo que não comprovou defeito em motor