12/02/2018 13h05

Obra de pavimentação da Estrada Ecológica avança e impulsiona turísticos

Após o período chuvoso entre dezembro e janeiro, a empreiteira contratada retomou o serviço

 

Da redação

Valorização dos imóveis, autoestima da população e visita de empresários em busca de oportunidades de ampliar seus negócios no turismo são exemplos de transformação de uma região rica em recursos naturais com a chegada do asfalto na MS-450, entre os distritos de Palmeiras (Dois Irmãos do Buriti) e Camisão (Aquidauana). A obra em execução foi autorizada em agosto do ano passado pelo governador Reinaldo Azambuja.

Após o período chuvoso entre dezembro e janeiro, a empreiteira contratada retomou o ritmo do serviço e atualmente 60 operários trabalham em duas frentes – o primeiro trecho de um total de 18,7 km, entre Camisão e Piraputanga, está com a terraplenagem praticamente concluída e recebe intervenções de drenagem de águas pluviais. Na outra ponta, entre Palmeiras e Piraputanga, a empresa já posiciona maquinários para iniciar a abertura da estrada.

Com 55 km de extensão, do trevo com a BR-262 ao centro de Aquidauana, a MS-450 é o único acesso aos distritos privilegiados pelos recursos naturais situados no entorno dos paredões de arenito da Serra de Maracaju cortados pelo rio Aquidauana, que dividem planalto e planície, e a antiga ferrovia. O local é muito visitado por pescadores e amantes de esportes radicais, como ciclismo e escaladas, e conta com estrutura de hotéis, pousadas e pesqueiros.

A obra de R$ 17,6 milhões (recursos do Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul – Fundersul) começa a mudar o cenário de uma região também de produção agropecuária. É grande a movimentação de máquinas e operários para superar obstáculos naturais e cumprir o prazo de entrega. O encarregado da empreiteira, Luiz Eustáquio, informou que a chuva atrapalhou o andamento do serviço, mas a meta é concluir o asfalto em sete meses. O projeto inclui ainda uma ponte de concreto no córrego das Antas.

Com 55 km de extensão, do trevo com a BR-262 ao centro de Aquidauana, a MS-450 é o único acesso aos distritos privilegiados pelos recursos naturais situados no entorno dos paredões de arenito da Serra de Maracaju cortados pelo rio Aquidauana, que dividem planalto e planície, e a antiga ferrovia. O local é muito visitado por pescadores e amantes de esportes radicais, como ciclismo e escaladas, e conta com estrutura de hotéis, pousadas e pesqueiros.

Anuncie | Contato | Expediente | Política de Privacidade

Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído. Copyright 2011 © Conesul News - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Lobo Tecnologia&Internet