Menu
Busca segunda, 30 de novembro de 2020

Oficinas gratuitas de Arquivologia vão acontecer no MIS

29 setembro 2011 - 09h32Por Assessoria
O governo do Estado, através da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul e o Conarq – Conselho Nacional de Arquivos realizam entre os dias 18 e 20 de outubro, no auditório do MIS (Museu da Imagem e do Som), duas oficinas técnicas voltadas para a Arquivologia: Reformatação e Preservação de Acervos Documentais e Oficina Técnica sobre a Norma de Descrição Arquivística Brasileira.



A Oficina Técnica de Reformatação e Preservação de Acervos Documentais foi desenvolvida para solucionar dúvidas e eventuais problemas em relação ao arquivamento de documentos e informações em formato digital, seja texto, imagem, vídeo ou som, técnicas que ganham espaço em toda a sociedade.



O Conarq recebe consultas de instituições públicas e privadas, detentoras de acervos documentais de todas as regiões do país, solicitando orientações para reformatação de acervos documentais, microfilmagem e digitalização, preservação digital, questões sobre elaboração de projetos de reformatação, custos, metodologias, questões legais, entre outras dúvidas.



O curso oferece os subsídios necessários para a estruturação de um projeto de reformatação que atenda as boas práticas e requisitos fundamentais, segundo a Resolução nº 31 do Conarq (Recomendação para digitalização de documentos arquivísticos permanentes), a fim permitir não só a preservação como a difusão de acervos documentais.



A oficina será ministrada por Alex Pereira Holanda, arquivista especialista em Gestão da informação e Gestão do patrimônio cultural e mestrando em Memória Social com pesquisas em patrimônio digital. Com 10 anos de atuação na área arquivística, há 5 anos atua na área de digitalização da Coordenação de Preservação de Acervo do Arquivo Nacional, onde desenvolve projetos, pesquisas e metodologias de trabalho. Participou de diversos grupos na instituição, entre eles o responsável pela elaboração da resolução n° 31. É membro da Câmara Técnica de Documentação Audiovisual, Iconográfica e Sonora do Conarq.



A Oficina Técnica sobre a Norma de Descrição Arquivística Brasileira estabelece parâmetros para que a descrição de documentos arquivísticos seja consistente, apropriada e auto-explicativa. Para isso é indispensável a adoção de normas específicas para esse fim. A normalização da descrição amplia o potencial dos instrumentos de pesquisa, simplificando o acesso e sua utilização pelos usuários, uma vez que estrutura as informações de maneira padronizada.



A padronização da descrição contribui para que as entidades custodiadoras de acervos arquivísticos realizem, com eficácia, o tratamento técnico dos acervos documentais, proporcionando economia dos recursos disponíveis, melhorando a recuperação das informações, além de viabilizar um intercâmbio eficaz entre as diversas instituições arquivísticas.



Para responder a essa necessidade, o Conselho Nacional de Arquivos, por meio de sua Câmara Técnica de Normalização da Descrição Arquivística elaborou a Norma Brasileira de Descrição Arquivística – Nobrade, que estabelece diretivas para a descrição de documentos arquivísticos, compatíveis com as normas internacionais, visando à padronização de procedimentos em sistemas de arquivos. Garante melhor qualidade técnica dos processos de descrição arquivística, maiores possibilidades de pesquisa para os usuários e maior eficiência no intercâmbio de informações entre as instituições.



Será ministrada por Cristina Ruth Santos, licenciada em História com estágio técnico nos Archives de France. É membro da Câmara Técnica de Normalização da Descrição do Conselho Nacional de Arquivos, técnica do Arquivo Nacional e exerce funções relativas à normalização da descrição dos sistemas SIAN e Memórias Reveladas.



Serviço: A Oficina Técnica de Reformatação e Preservação de Acervos Documentais acontece nos dias 18 e 19 de outubro (terça e quarta), das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17 horas. Já a Oficina técnica sobre a Norma Brasileira de Descrição Arquivística acontece dia 20 (quinta-feira), nos mesmos horários e também no auditório do MIS (Museu da Imagem e do Som).



As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo e-mail: arquivopublicoms@gmail.com. O MIS está no 3º andar do Memorial da Cultura e da Cidadania, que fica na Avenida Fernando Correa da Costa, nº 559, no Centro de Campo Grande.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Briga de vizinhos acaba com um morto espancado
ECONOMIA
Caixa paga auxílio emergencial para nascidos em maio
INTERNACIONAL
Papa nomeia novos cardeais, entre eles o primeiro afro-americano
DETRAN
Contran revoga Resolução que interrompia prazos de serviços e divulga calendário para CNH