09/02/2018 14h20

Operação Carnaval inicia com foco em combater a pesca predatória

 

Guilherme Pires

Teve início às 12h desta sexta-feira (9), a Operação Carnaval da Polícia Militar Ambiental que tem como objetivo fiscalizar a pesca predatória, uma vez que o período de piracema, época de reprodução dos peixes, ainda não acabou.

De acordo com a assessoria da PMA, a pesca estará fechada durante o período de carnaval em todos os rios do Estado, à exceção da calha do Rio Paraguai, que desde o dia 1º de fevereiro está aberta na modalidade pesque-solte.

Esta operação vai até o dia 2 de março, no sentido de evitar que turistas que vão pescar, possam cometer infrações. Na ação passada, a PMA autuou 25 pessoas e aplicou R$ 72 mil em multas.

Como a pesca está aberta na modalidade pesque-solte na calha do Rio Paraguai, o Comando da PMA reforçará o policiamento nos municípios de Corumbá e Porto Murtinho. As outras cidades com tradição carnavalesca, que receberão maior número de turistas como: Bonito, Jardim, Coxim, Aquidauana e Miranda receberão efetivo de Campo Grande e de outras subunidades situadas em cidades que não receberão muitos turistas durante o carnaval.

Vale lembrar que a pesca na bacia do rio [Paraguai] está fechado até o dia 28 de fevereiro.

Apesar do foco ser a fiscalização à pesca, outros crimes ambientais serão fiscalizados como desmatamento ilegal, exploração ilegal de madeira, incêndios, as carvoarias ilegais e o transporte de carvão e de outros produtos florestais, transporte de produtos perigosos, caça.

Alerta

A PMA informa que a única pesca permitida neste período na bacia do Rio Paraguai e nos rios de domínio do Estado de Mato Grosso do Sul, é a pesca de subsistência. Podendo capturar peixes de até 3kg, ou um exemplar, respeitando as medidas permitidas.

Anuncie | Contato | Expediente | Política de Privacidade

Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído. Copyright 2011 © Conesul News - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Lobo Tecnologia&Internet