Menu
Busca quarta, 27 de janeiro de 2021

Participação de policiais com a máfia da jogatina é investigada em MS

Participação de policiais com a máfia da jogatina é investigada em MS

21 maio 2012 - 10h20Por Douranews
A Corregedoria da Polícia Civil investiga a ligação de policiais na execução de Andrey Gallileu Cunha, de 30 anos. Ligado à Máfia da Jogatina, ele foi morto na rua Rio Grande do Sul, em Campo Grande no dia 23 de fevereiro.

Depois que foi detido o policial militar aposentado Nelson Barbosa Oliveira, como parte das investigações da execução de Andrey, a corregedoria apura a hipótese de policiais envolvidos no crime ou que recebiam propinas ligadas a jogos de azar.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Wellington de Oliveira, o inquérito já voltou para a Delegacia e será feita novas diligências.

Pouco antes do crime, a Polícia já identificou que Andrey foi na Deops (Delegacia Especializada de Ordem Política e Social), na rua Ceará, depois em um posto de combustíveis e em seguida morto na rua Rio Grande do Sul. A Polícia não divulgou o que Andrey foi fazer na delegacia. As investigações sobre a execução correm em sigilo.

Operação Orfeu

Um policial, de 40 anos, da Deops, que não teve o nome divulgado, foi preso no último dia 11 de maio durante a operação Orfeu, que investiga uma organização criminosa dedicada à exploração ilegal de jogos de azar e de máquinas de música não licenciadas.

A Deops é responsável pela concessão de alvarás a estabelecimento relacionados à diversão. Na casa do policial, foram encontrados um revólver calibre 38 com documentação vencida e munições ponto 40 e 38 sem documentação, provavelmente compradas no Paraguai. Não foi divulgado qual a relação dele com o esquema.

Conforme o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), foi verificado que a quadrilha responsável pelas máquinas de junkebox e de caça-níquel apreendidas seria composta também por agentes policiais da ativa e aposentados. (Com informações do Campograndenews)

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Saúde atualiza plano de vacinação com novas categorias na prioridade
BATAGUASSU
Polícia Militar apreende mercadorias descaminhadas
IMUNIZAÇÃO
Vacinas já distribuídas atendem cerca de 10% dos públicos prioritários
BRASIL
Justiça lança projeto-piloto para redução da oferta de drogas ilícitas