Menu
Busca terça, 19 de janeiro de 2021

Passa de 140 número de municípios que receberão tropas federais

Passa de 140 número de municípios que receberão tropas federais

01 outubro 2012 - 18h00
Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorizou, até o momento, o envio de forças federais (Exército, Marinha e Aeronáutica) para reforçar a segurança durante as eleições em 143 municípios, de nove estados do país. Ao todo, 457 cidades, em 11 estados, pediram o auxílio das Forças. Desse total, 13 foram negados e 301 ainda aguardam decisão do tribunal.

De acordo com o TSE, as Forças de segurança começam a atuar hoje (1º) no município do Rio de Janeiro. Nas demais cidades, o trabalho será feito apenas no próximo domingo (7), dia da eleição. Os militares do Exército, da Marinha e da Aeronáutica farão a segurança dos locais de votação no sentido de garantir a legitimidade do pleito e não farão, por exemplo, fiscalização de crimes eleitorais, como boca de urna.

O Pará, segundo dados do TSE, é o estado que tem o maior número de municípios que receberão tropas federais nestas eleições, com 67 cidades ao todo. Em seguida estão o Amazonas (29), Maranhão (27), Rio de Janeiro (8), Tocantins (7) e Amapá (2), além de Alagoas, da Paraíba e do Sergipe, com um município cada.

A cidade maranhense de Benedito Leite, com cerca de 5 mil eleitores, será uma das que receberão o reforço de tropas federais no próximo domingo. Nas últimas eleições municipais, em 2008, os moradores do local, revoltados com a suspensão de 400 títulos às vésperas do pleito, foram às 16 seções eleitorais, concentradas em cinco locais de votação, e destruíram as urnas eletrônicas. O primeiro turno teve de ser cancelado e realizado, posteriormente, no mesmo dia marcado para o segundo turno nas cidades com mais de 200 mil eleitores.

Segundo o TSE, em 2008, as tropas federais foram enviadas para 135 cidades, em 13 estados, já em 2010, o número saltou para 257 municípios, em 12 estados. A solicitação de contingente federal para segurança é requisitada, primeiramente, pelo juiz eleitoral ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Caso o órgão julgue procedente o pedido, a requisição segue para o TSE, que fará nova análise. Aprovado o pedido, o TSE encaminha a solicitação para a Presidência da República, que autoriza o envio dos militares.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Pazuello: embarque de vacinas da Índia deve ter solução esta semana
POLÍCIA
Veículos com cigarros e agrotóxicos contrabandeados do Paraguai foram apreendidos pelo DOF
CORONAVÍRUS
Vacina chega a Mato Grosso do Sul e distribuição aos municípios começa ainda hoje
ECONOMIA
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras