Menu
Busca quarta, 02 de dezembro de 2020

Pelo menos 115 alunos passaram mal após merenda

Pelo menos 115 alunos passaram mal após merenda

27 setembro 2011 - 20h07Por Campo Grande News



A tarde de ontem (27) na Escola Municipal Iracema Maria Vicente deveria ser de aulas normais para os 557 alunos de seis a sete anos, mas não foi isso que aconteceu.

Por volta das 15h30 crianças começaram a passar mal e tiveram que ser socorridas pelo Corpo de Bombeiros e pelo SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). A suspeita é que tenha sido intoxicação alimentar.

Os primeiros números davam conta de que 60 crianças haviam passado mal, mas segundo a secretaria municipal de educação, Maria Cecília Amendola, esse número chega a 115. Ainda de acordo com ela, nenhum professor ou funcionário passou mal e todos almoçaram lá.

As crianças foram levadas ao Hospital Universitário, Hospital Regional, Santa Casa e aos postos de saúde dos bairros Vila Almeida e do Coronel Antonino. A relação para onde as crianças foram levadas foi divulgada no fim da tarde pela escola. Muitos pais ainda não sabiam onde os filhos estavam.

Amanhã, as aulas foram suspensas, mas a recomendação é que os pais continuam acompanhando o estado de saúde das crianças.

Para o prefeito, a intoxicação pode ter sido causada pela água, pela comida ou até mesmo por sabotagem. A Sesau (Secretária Municipal de Saúde) colheu amostras de água e comida para serem analisadas.

De acordo com a Águas Guariroba, a água que abastece a escola é potável.

A suspeita é que a indisposição foi motivada pela água da escola ou do almoço que foi servido, composto de arroz, salada de repolho com tomate, feijão e uma farofa feita de salsicha e ovo.

Cerca de 30 bombeiros realizam atendimento no local, além de quatro viaturas do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Um microônibus dos Bombeiros foi encaminhado ao local para transportar as crianças. Além dele, um ônibus do transporte coletivo e um da Secretaria de Educação também foram encaminhados ao local.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LAGUNA CARAPÃ
Caminhão que seguia para Campo grande com mais de seis toneladas de maconha foi apreendido pelo DOF
PROPINA DIFERENTE
Traficante Minotauro usou canetas de US$ 900 para pagar propina a agentes paraguaios, afirma MPF
ECONOMIA
Seis milhões de pessoas pediram empréstimo na pandemia, diz IBGE
CORONAVÍRUS
Falta de leitos de UTI coloca em risco população de Dourados, diz secretário