Menu
Busca segunda, 08 de março de 2021

PF diz que índios foram atacados em MS com balas de borracha

PF diz que índios foram atacados em MS com balas de borracha

22 novembro 2011 - 19h34Por Folha.com
A Polícia Federal afirmou que o ataque a um acampamento de índios guarani-caiovás em Mato Grosso do Sul foi realizado com balas de borracha (não letais). Na ação, registrada na sexta-feira (18), o líder indígena Nísio Gomes, 59, foi ferido e levado por homens encapuzados.

A PF afirma que está tratando o caso como um desaparecimento, e não como homicídio, já que não foi determinado se Gomes foi morto pelos homens que atacaram o acampamento, localizado em uma fazenda entre os municípios de Amambai e Ponta Porã.

Ainda segundo a PF, as investigações permitiram reconstituir como aconteceu o ataque. Segundo o órgão, o acampamento foi atacado por sete homens armados, e não 40 como alguns índios chegaram a afirmar inicialmente.

Os homens, que ainda não foram identificados, chegaram em três caminhonetes e dispararam em Nísio Gomes e mais dois índios que estavam com ele.

Segundo a PF, apesar de no momento o local contar com cerca de 60 índios acampados, as barracas eram distantes umas das outras.

Perto do local onde o líder foi atacado, agentes da PF encontraram cápsulas de balas de borracha. Os outros dois índios ficaram feridos no ataque e permanecem no acampamento, segundo a PF.

Ainda segundo o órgão, as investigações apontam que apenas Gomes está desaparecido. Segundo o Cimi (Conselho Indigenista Missionário), havia a suspeita de que até quatro índios tinham desaparecido após o ataque.

No domingo (20), o acampamento dos guarani-caiovás recebeu um reforço de 70 índios da região. Agora, segundo o Cimi, cerca de 120 índios estão acampados no local.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
União pagou R$ 1,35 bilhão de dívidas de estados em fevereiro
CAARAPÓ
Suspeito de homicídio é preso em flagrante pela Polícia Civil
ECONOMIA
Valor médio de auxílio emergencial será de R$ 250, diz Guedes
INDÁPOLIS
Homem é eletrocutado após bater trator contra rede de alta tensão em Dourados