Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020

PM apreende no interior de MS quase 43 t de droga em 2011

31 janeiro 2012 - 13h57Por MS Notícias
A Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, por meio das unidades subordinadas ao Comando de Policiamento do Interior (CPI) apreenderam no ano passado 42966,058kg de droga. Quase 10t a mais que em 2010, quando foram pegos 33292,896kg de entorpente.

“O aumento de 29% é resultado das operações e intensificação da fiscalização, especialmente nas rodovias e área de fronteira com Paraguai e Bolívia. Estamos trabalhando diariamente para impedir que pessoas com más intenções usem nosso Estado para transportar droga”, disse o comandante do CPI, coronel Nelson Antônio da Silva.

A maioria do entorpecente apreendido no ano passado foi de maconha: mais de 42,6t, nove a mais que em 2010. A unidade que mais contribuiu foi o 14° Batalhão de Polícia Militar Rodoviário, com 14t, número similar ao pego em 2010 que foi de 13,9t.

Responsável pela guarda e fiscalização das estradas estaduais, a PMRv aborda, diariamente, dezenas de veículos, seja nas bases operacionais ou em barreiras volantes e obtêm sucesso no combate ao tráfico de drogas. “Nossos policiais são treinados para o serviço e nas abordagens conseguem perceber comportamentos suspeitos e localizar entorpecentes escondidos em fundos falsos, por isso conseguimos os bons resultados”, disse o comandante do 14° BPMRv, major Jonildo Theodoro.

A 3ª CIPM foi a segunda unidade que mais apreendeu maconha, mesma colocação ocupada em 2010, com quase 24% do total, equivalentes a 9899,6kg. A localização da área atendida pela companhia exige atenção especial da PM no combate ao tráfico de drogas. Nos municípios de Amambai, Coronel Sapucaia, Paranhos e Tacuru a 3ª CIPM faz o policiamento ostensivo preventivo para que bandidos não usem Mato Grosso do Sul como corredor de passagem de drogas.

A mesma situação enfrentam o 4° BPM de Ponta Porã que apreendeu 4316,1kg de maconha - três vezes mais que no ano anterior, quando retirou de circulação 1385,876kg - e o 11° BPM de Jardim que em 2011 apreendeu 2807,5kg.

Também retiveram grandes quantidades de maconha, o 13° BPM de Paranaíba com 4128,3kg; o 8° BPM de Nova Andradina com 3158kg, e o 2° BPM de Três Lagoas com 1671,1kg. As unidades têm a mesma peculiaridade: localizam-se na divisa com outros Estados – o primeiro com Minas Gerais e Goiás e os outros dois com São Paulo – e por esse motivo são alvo de traficantes que querem usar o caminho para chegar a outros centros.

OUTROS ENTORPECENTES

O segundo tipo de drogas mais apreendido em 2011 foi a pasta-base com 174,798kg. O número é duas vezes maior que em 2010, quando foram apreendidos 85,192kg da droga. Novamente, foi o 14° BPMRv a unidade que retirou de circulação a maior quantidade: 142kg. O número representa um aumento de 150% em relação ao ano anterior quando o batalhão pegou 56,8kg.

As unidades do CPI ainda apreenderam 158,8kg de cocaína - 21,5% mais que em 2010 -, sendo 124,8kg pela Polícia Militar Rodoviária; 26,8kg pelo 4° BPM e 2,5kg pelo 2° BPM.

Houve redução nas apreensões de dois tipos de entorpecentes em 2011: haxixe e crack. Em 2011 foram pegos 36,2kg de haxixe, 10% menos que no ano anterior. Quase metade apenas pela 3ª CIPM com 15,3kg, que repetiu o primeiro lugar na apreensão do entorpecente. O 14° BPMRv pegou 10,4kg; o 12° BPM 5,5kg e o 11° 4,3kg.

Onze unidades do CPI retiraram de circulação quase 7kg de crack. Mais de 40% apenas pelo 2° BPM com 3,2kg. O número total, porém, é quase dois terços menor que em 2010, quando a PM apreende 26,104kg da droga.

“O resultado é extremamente positivo. Nossos esforços são para impedir que entorpecentes sejam distribuídos e causem mal às nossas famílias. Desta forma conseguimos evitar não só o tráfico, mas também diversos crimes a eles relacionados como roubos e furtos. Estamos atentos e faremos o possível para aumentar as apreensões e inibir a ação de traficantes”, concluiu o comandante do CPI.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Acusação indevida de assédio moral gera indenização
PONTA PORÃ
Caminhões com 120 bovinos trazidos ilegalmente do Paraguai foram apreendidos pelo DOF
MEIO AMBIENTE
Infratora é autuada em R$ 56 mil por incêndio em madeira que se alastrou para pastagem
COMBUSTÍVEIS
ANP realiza mais de 7,4 mil fiscalizações no semestre