Menu
Busca quinta, 04 de março de 2021

Policial Federal mata Bombeiro a tiros em Ponta Porã

Policial Federal mata Bombeiro a tiros em Ponta Porã

12 novembro 2011 - 14h09Por Jornal MS
O soldado do Corpo de Bombeiros Paulo Sérgio da Silva Pompeu, 22 anos foi morto por um policial federal na madrugada de sábado (12), em Ponta Porã. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Federal, dois agentes estavam a trabalho no local onde acontecia um encontro de motociclistas.

Eles estavam atrás de um traficante que estaria no local. Porém, durante a investigação, um dos policiais acabou se desentendendo com a vítima, que não estava de serviço.

Durante a discussão, o bombeiro teria ameaçado o policial de morte. Em seguida, foi até seu carro pegou uma pistola calibre 765 e efetuou quatro disparos para o alto.

O policial ainda o advertiu dizendo que também estava armado. Mesmo assim o bombeiro efetuou mais disparos desta vez em direção ao policial, que reagiu e acertou um tiro no abdômen da vítima. Os próprios policiais federais socorreram o soldado e o encaminharam para o hospital do município. Porém, ele não resistiu ao ferimento e morreu.

O tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Joílson de Paula, disse que o militar da corporação se formou na última turma em Campo Grande e trabalhava em Corumbá. O jovem estava de folga em Ponta Porã.

De acordo com a Polícia Federal, exames da perícia vão analisar se os homens estavam alcoolizados. Quatros testemunhas já teriam sido ouvidas pelos policiais e elas afirmaram que os dois homens estavam armados no momento da discussão.

O caso foi encaminhado pela PF para a primeira delegacia da Polícia Civil de Ponta Porã onde será investigado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Butantan recebe insumos para mais 14 milhões de doses de vacina
ORDEM DO DIA
Deputados aprovam quatro matérias nesta quinta-feira
SIDROLÂNDIA
Indiciado por homicídio de uma adolescente é preso pela Polícia Civil
ECONOMIA
Governo adia para dia 31 reinício de bloqueio e suspensão de benefício
Decisão tem por base efeitos da pandemia