Menu
Busca domingo, 09 de agosto de 2020

Ponta Porã recebe peça teatral Quando o Amor é para sempre

25 agosto 2011 - 14h45

Evento cultural promovido pela Comunidade Espírita de Ponta Porã acontece neste sábado no Centro de Convenções


Divulgação (TP)


A Comunidade Espírita de Ponta Porã promove neste sábado (27), a partir das 19h30 no Centro de Convenções Internacional de Ponta Porã, a apresentação da peça teatral “Quando o amor é para sempre”.

A peça será encenada pelo grupo Arte Boa Nova – Uma nova dimensão, fazendo parte do Projeto Cultural 2011, Evangelizar com Arte da Federação Espírita de mato Grosso do Sul.

Conforme informou a coordenação do evento cultural, os interessados em prestigiar e assistir a renomada peça teatral com censura12 anos: “Quando o amor é para sempre”, poderão adquirir os seus ingressos e maiores informações nos Centros Espíritas de Ponta Porã ou ainda pelo telefone 9975-3220. Os ingressos custarão R15,00 no dia da apresentação e antecipados R$10,00.

O evento cultural conta com total apoio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Federação Espírita de Mato Grosso do Sul, Corpo de Bombeiros de Ponta Porã, Bringestone e Hélio Peluffo Filho.

A obra

Concebida pelo dramaturgo e diretor sul matogrossense Nelson Peixoto a peça teatral “Quando o amor é para sempre” é uma comédia dramática que narra a trajetória de um rapaz humilde do subúrbio carioca, que sonha minimizar os problemas sociais da comunidade onde vive, mas tem seus objetivos interrompidos pela desencarnação ainda próximos dos bons anos de juventude.

Após algum tempo de sua partida, retorna ao lar e aos ambientes sociais que frequentava visando fortalecer laços afetivos e cooperar no que fosse necessário. Na condição de espírito livre, suas maiores surpresas foram constatar a realidade que se ocultava atrás das aparências humanas e sociais; além de se conscientizar que sua nova situação de espírito livre não o tornara insensível ou indiferente às dores e aflições, vitórias e derrotas daqueles que ficaram à retaguarda com vínculos eternos ao seu nobre coração.

O caminho percorrido por este espírito é uma página repleta de lições de humanidade. E, são essas lições, juntamente com inúmeras reflexões sociais, filosóficas e religiosas que o grupo pretende levar aos espectadores com refinado humor num espetáculo repleto de emoções, diversão e contribuições culturais.

Numa época em que presenciamos tantos acontecimentos em torno da violência individual e coletiva sob densa nuvem de pessimismo que parecem ofuscar o brilho de nossas melhores perspectivas de futuro, “Quando o amor é para sempre!” é mais que uma peça teatral, é um convite a renovação do otimismo e da esperança em dias melhores.

Abordando problemáticas sociais como a marginalidade na infância e juventude, bem como métodos de recuperação através de iniciativas individuais e coletivas em torno do voluntariado; as fragilidades morais impulsionando muitos a sobreviver sem quaisquer compromissos com a ética e os reais valores morais, o universo de trevas e de luz que carregamos oculto na conjuntura emocional, dentre outras e, além dessas importantes reflexões que a historia romanceada concebida por Nelson Peixoto (que também assina a direção) aborda, outros temas surpresas também são fortemente trazidos na trama intrigante que penetra o coração e o intelecto de uma maneira educativa e dinâmica.

A dramaturgia apresentada há 22 anos pelo grupo teatral Arte Boa Nova vem consolidando um novo estilo em fazer teatro em nosso Estado. Com montagens criativas explorando teorias essencialmente espíritas (baseadas em obras de Allan Kardec, França 1857), o grupo consegue unir diversão, aprendizado e cultura em histórias envolventes e atuais; onde temas do cotidiano são abordados de forma expositiva e reflexiva, fazendo com que a platéia saia sempre motivada para a vida e para o amor.

Com montagens inéditas a cada ano, vem se tornando uma companhia que, apesar do vínculo exclusivo aos temas abordados pelo Espiritismo, consegue reunir num mesmo auditório os mais diversos seguimentos sociais, provando com isto que, a arte concebida em sua essência divina de materializar o bom e reproduzir o belo, consegue extinguir as divergências e convergir todos os Homens para uma mesma direção: Amar sem fronteiras! Confirmando assim, sua característica primeira de influenciar a evolução e constante transformação do pensamento humano.


Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
Mulher foragida da Justiça acaba presa em Aparecida do Taboado
SAÚDE
Transporte em tempos de coronavírus é tema do Caminhos da Reportagem
ESPORTES
Max Verstappen estraga festa da Mercedes e vence GP dos 70 anos da F1
GERAL
Missa no Rio homenageia os mais de 100 mil mortos por covid-19