Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020

Prefeitos solicitaram veto do projeto do IPVA ao líder do PMDB na Assembleia

08 novembro 2011 - 22h42Por CG News
O deputado Eduardo Rocha, líder do PMDB na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, informou na manhã de ontem (8) que é contra o aumento do desconto no IPVA para pagamento à vista. A justificativa de Rocha é de que o aumento poderia prejudicar a receita dos municípios, que recebem 50% deste valor.

Rocha citou como exemplo a prefeitura de Vicentina, que está preocupada com o corte. O deputado ressalta que não é contra o aumento do parcelamento, mas relata que o aumento do desconto pode comprometer a arrecadação de municípios como Santa Rita, Vicentina e Brasilândia.

Segundo o deputado, a maior parte do dinheiro arrecadado vai para a União. Rocha cita como exemplo a administração em Três Lagoas, onde o IPTU é pago em março para dizer que não é contra benefícios a população. Rocha ainda lembrou que 90% das pessoas são adimplentes e pagam o IPVA à vista.

Marquinhos Trad entende que a justificativa é uma desculpa para vetar a proposta: “Vão encontrar desculpa até de que o sol não esquenta. Não perdem. Ao contrário, ganham”. Marquinhos revela que fez um requerimento solicitando as contas do IPVA, mas não recebeu. Ele entende que é melhor receber, à exemplo, um pagamento de R$ 1 mil a vista a receber cinco parcelas de R$ 200 ou correr o risco de não receber. O projeto do IPVA foi aprovado em primeira votação na Assembleia, mas o governador já disse que vai vetá-lo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO
Quinta-feira de tempo firme e sem chuva em todo o Mato Grosso do Sul
JUSTIÇA
Acusação indevida de assédio moral gera indenização
PONTA PORÃ
Caminhões com 120 bovinos trazidos ilegalmente do Paraguai foram apreendidos pelo DOF
MEIO AMBIENTE
Infratora é autuada em R$ 56 mil por incêndio em madeira que se alastrou para pastagem