Menu
Busca terça, 01 de dezembro de 2020

Prefeitos solicitaram veto do projeto do IPVA ao líder do PMDB na Assembleia

08 novembro 2011 - 22h42Por CG News
O deputado Eduardo Rocha, líder do PMDB na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, informou na manhã de ontem (8) que é contra o aumento do desconto no IPVA para pagamento à vista. A justificativa de Rocha é de que o aumento poderia prejudicar a receita dos municípios, que recebem 50% deste valor.

Rocha citou como exemplo a prefeitura de Vicentina, que está preocupada com o corte. O deputado ressalta que não é contra o aumento do parcelamento, mas relata que o aumento do desconto pode comprometer a arrecadação de municípios como Santa Rita, Vicentina e Brasilândia.

Segundo o deputado, a maior parte do dinheiro arrecadado vai para a União. Rocha cita como exemplo a administração em Três Lagoas, onde o IPTU é pago em março para dizer que não é contra benefícios a população. Rocha ainda lembrou que 90% das pessoas são adimplentes e pagam o IPVA à vista.

Marquinhos Trad entende que a justificativa é uma desculpa para vetar a proposta: “Vão encontrar desculpa até de que o sol não esquenta. Não perdem. Ao contrário, ganham”. Marquinhos revela que fez um requerimento solicitando as contas do IPVA, mas não recebeu. Ele entende que é melhor receber, à exemplo, um pagamento de R$ 1 mil a vista a receber cinco parcelas de R$ 200 ou correr o risco de não receber. O projeto do IPVA foi aprovado em primeira votação na Assembleia, mas o governador já disse que vai vetá-lo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LAGUNA CARAPÃ
Caminhão que seguia para Campo grande com mais de seis toneladas de maconha foi apreendido pelo DOF
PROPINA DIFERENTE
Traficante Minotauro usou canetas de US$ 900 para pagar propina a agentes paraguaios, afirma MPF
ECONOMIA
Seis milhões de pessoas pediram empréstimo na pandemia, diz IBGE
CORONAVÍRUS
Falta de leitos de UTI coloca em risco população de Dourados, diz secretário