Menu
Busca terça, 24 de novembro de 2020

Presa ao tentar furto em caixa eletrônico, dupla é solta no mesmo dia

Presa ao tentar furto em caixa eletrônico, dupla é solta no mesmo dia

17 outubro 2011 - 21h24Por CG News
Presos em flagrante quando se preparavam para arrombar caixas eletrônicos, Rafael Luiz Rosa, 27 anos, e Adriano Júnior Muller, 26 anos, foram soltos por determinação da Justiça no mesmo dia.

A dupla foi presa por volta da 00h10 da última sexta-feira (14), na rua Maracaju, em frente à agência do Banco do Brasil. A PM (Polícia Militar) fazia rondas quando se deparou com os dois perto do banco.

Ao notarem a viatura, os dois correram, mas foram alcançados e abordados. Nervosos, Rafael e Adriano entraram em contradição em respostas às perguntas dos policiais e acabaram confessando que estavam ali para furtar caixas eletrônicos da agência.

Os militares perceberam que havia um Renault Clio, com placas de Santa Catarina, estacionado nas proximidades e no porta-malas do veículo foram encontrados diversos objetos utilizados na prática do crime.

A dupla foi levada ao Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco e Resgate a Assaltos e Sequestros), onde foi autuada em flagrante por tentativa de furto qualificada pela destruição e rompimento de obstáculo e concurso de pessoas.

Com eles foram encontrados: autotransformador, fita adesiva, aparelho de solda, furadeira industrial, óleo lubrificante dentro de duas garrafas pet, duas brocas industriais, um pé de cabra grande, quatro chaves de fenda de diversos tamanhos e modelos, um alicate, extensão de energia, uma chave teste, dois pares de luva e um soquete com lâmpada.

Rafael e Adriano, que moram em Joinville, Santa Catarina, só ficaram na cadeia por aproximadamente 12 horas. O advogado da dupla, que também é de Santa Catarina, chegou em Campo Grande cerca de quatro horas após a prisão.

Na Capital, o advogado impetrou pedido de relaxamento da prisão, o qual foi deferido pelo juiz Juliano Rodrigues Valentim, da 2ª Vara Criminal, ainda na sexta-feira. Rafael e Adriano foram então soltos.

Rafael Luiz Rosa é apontado como integrante de uma quadrilha que desde a década de 90 arromba caixas eletrônicos em pelo menos 10 estados do País para furtar dinheiro.

Ele já foi preso em abril 2009, em Recife, pelo mesmo crime, junto com Paulo Roberto Ponath que, na época, teria patrimônio avaliado em R$ 1 milhão. Imóveis e carros de luxo que teriam sido adquiridos com dinheiro de furtos. Rafael foi solto, mas, voltou à cadeia em maio do ano passado, no aeroporto de Vitória, Espírito Santo, quando aguardava a chegada de uma furadeira magnética que foi despachada em Mato Grosso do Sul.

Conforme noticiado na época por jornais capixabas, o envio do objeto foi feito por integrantes da quadrilha de Rafael que tinham roubado R$ 340 mil em um banco no Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID
Relator no STF conclui voto a favor de que governo apresente em 30 dias plano de vacinação
LUTO NA TV
Morre aos 69 anos o jornalista Fernando Vanucci
JUSTIÇA
Concessionária de rodovia tem direito a ser ressarcida de estragos causados por motorista
ECONOMIA
Especialistas alertam sobre saques em cartões de crédito consignados