Menu
Busca terça, 01 de dezembro de 2020

Presos autores de estupro e seqüestro de irmãs em Paranhos

Presos autores de estupro e seqüestro de irmãs em Paranhos

06 janeiro 2012 - 14h00
A Gazetanews

Através de trabalho de investigação a Polícia Civil localizou e prendeu, no início da manhã dessa sexta-feira (6) em Paranhos, fronteira com o Paraguai, dois indivíduos acusados de estuprar uma mulher e levar outra como refém durante um assalto ocorrido na madrugada de quarta-feira (4).

As irmãs, uma de 20 e outra de 21 anos, estavam em uma chácara na periferia da cidade em companhia de dois homens quando os marginais chegaram e renderam todos na casa.

Revoltados por não conseguir dar a partida em um veículo que estava no local por conta de um dispositivo de segurança, os marginais estupraram a irmã mais velha e fugiram levando a mais nova como refém. Eles levaram também vários objetos pertencentes às vítimas, entre eles, celulares, cartões de crédito e até roupas e calçados.

A jovem foi liberada na noite da mesma quarta-feira sem pagamento de resgate, após uma troca de tiros entre policiais civis e os assaltantes na linha internacional.

A prisão

Segundo a Polícia Civil a prisão da dupla aconteceu quando os acusados tentavam fugir da região de Paranhos para a cidade de Coronel Sapucaia, também na fronteira com o Paraguai, abordo de um ônibus de passageiros.

De acordo com a polícia, nessa quinta-feira investigadores levantaram informações que uma pessoa havia levado dinheiro para o um dos acusados, o fugitivo da cadeia pública de Sete Quedas, Dirceu Àvalos, de 22 anos, que estava escondido na região de Ypêjhú, no Paraguai, para que ele fugisse da região.

Os investigadores continuaram o trabalho que havia iniciado já na madrugada de quarta, logo após o assalto e levantaram a informação que Ávalo, o único identificado até aquele momento, tomaria um ônibus de uma empresa paraguaia que faz linha entre a região de Paranhos e Coronel Sapucaia pela linha internacional que separa Brasil e Paraguai.

Diante da situação os policiais montaram campana na linha internacional, na altura de um assentamento rural situado a cerca de 12 quilômetros da cidade, em Paranhos e durante a abordagem ao coletivo, realizaram a prisão da dupla.

Para não levantar suspeita, tendo em visto que Dirceu Ávalo prometia reagir, caso se deparasse com a polícia, os policiais adentraram no coletivo fazendo se passar por camponeses assentados e abordaram a dupla de surpresa.

Presos, Dirceu Ávalos e seu comparsa na ação criminosa, posteriormente identificado como sendo, Ramão Rodrigues da Silva, de 18 anos, também morador em Paranhos, confessaram o crime.

De acordo com a Polícia Civil, durante a abordagem os policias também encontraram em poder da dupla uma carabina calibre 22, roupas, calçados e pertences pessoais das vítimas do roubo do dia 4, entre eles inclusive cartões de créditos.

Depois de presos, Dirceu Àvalos e Ramão Rodrigues foram levados para a Delegacia de Polícia Civil de Paranhos para serem autuados e depois recambiados para a cadeia pública de Sete Quedas, sede da Comarca, onde permanecerão presos à disposição da Justiça.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LAGUNA CARAPÃ
Caminhão que seguia para Campo grande com mais de seis toneladas de maconha foi apreendido pelo DOF
PROPINA DIFERENTE
Traficante Minotauro usou canetas de US$ 900 para pagar propina a agentes paraguaios, afirma MPF
ECONOMIA
Seis milhões de pessoas pediram empréstimo na pandemia, diz IBGE
CORONAVÍRUS
Falta de leitos de UTI coloca em risco população de Dourados, diz secretário