Menu
Busca sábado, 16 de janeiro de 2021

Refeição fora de casa fica 8% mais cara em 12 meses, aponta IBGE

09 julho 2012 - 11h39Por Infomoney
A refeição fora de casa ficou 8,84% mais cara nos últimos 12 meses terminados em junho, de acordo com o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

De modo geral, a alimentação fora do domicílio aumentou 9,11% no período. Além da refeição principal, foram registradas altas intensas na cerveja e no lanche, de 10,76% e 9,45% respectivamente. Já a menor alta, de 5,51%, foi encontrada em outras bebidas alcoólicas.

No mês a refeição fora de casa teve variação de 0,67%. No geral a alimentação fora de casa ficou 0,7% mais cara em junho.

No Brasil

Em junho, consumidores do Porto Alegre e Curitiba foram os que mais sentiram no bolso o aumento de preços ao comer fora de casa, como mostra a tabela abaixo:

Alimentação em casa

No domicílio, o Rio de Janeiro é a capital onde os preços da alimentação mais subiram em junho, com alta de 1,80%, frente à média nacional de 0,67%.

No acumulado do ano, a alimentação no domicílio subiu 3,02 destaque para Belém, onde a alta foi de 5,21. Já em 12 meses, a alimentação em casa subiu 6,38%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CUIDADO
Janeiro Branco e os cuidados com saúde emocional em meio a uma pandemia
SELVÍRIA
Paulista é autuado por derrubada de árvores e incêndio ilegal da vegetação nativa
CORONAVÍRUS
Em 24 horas MS registra 1.316 exames positivos de Covid-19 e 13 mortes
JUSTIÇA
Senacon adotas medidas para combater comércio de vacinas falsificadas