Menu
Busca domingo, 20 de setembro de 2020

Resultado do concurso da Câmara de Dourados pode ser divulgado hoje

Resultado do concurso da Câmara de Dourados pode ser divulgado hoje

03 novembro 2011 - 21h58Por Capital News
A FAPEMS (Fundação de Apoio a Pesquisa, ao Ensino e a Cultura de Mato Grosso do Sul) já concluiu a correção das provas do concurso público realizado pela Câmara Municipal de Dourados no dia 25 de outubro para a escolha de 37 novos servidores de nível fundamental, médio e superior.

Conforme informações de Célia Gamarra, funcionária administrativa da FAPEMS, o resultado do concurso foi encaminhado nesta terça-feira para o Diário Oficial do município que deverá publicá-lo na edição de hoje ou no mais tardar na segunda-feira.

As provas do concurso foram realizadas no dia 16 de outubro na Unigran e atraiu mais de quatro mil candidatos que disputavam os cargos de assistente administrativo (02), técnico de manutenção de computador (01), técnico em informática (01), técnico em contabilidade (01), jornalista (01), advogado (02), contador (01), assistente social (01), agente se segurança (04), auxiliar de serviços gerais (06), copeiro (02), garçom (02), motorista (01), atendente (02), recepcionista (04), telefonista (02), agente cerimonial (03), interprete de libras (01).

Com este concurso a Câmara busca, segundo o presidente Idenor Machado, o preenchimento de 37 vagas de cargos de provimento efetivo do quadro permanente da Casa, sendo 22 de serviços administrativos e 15 serviços auxiliares.

Os salários variam de R$ 723.07 a R$ 3165.60 e os cargos requerem desde ensino fundamental até curso superior. Para Idenor o concurso público permite oferecer de forma legal e democrática a oportunidade de emprego aos interessados e preparados para assumirem os cargos em disputa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLITICA
Justiça Eleitoral já registrou mais de 55 mil pedidos de candidaturas
DOURADOS
Jovem ameaça mãe de morte e vai preso pela GM
SAÚDE
Brasil registra 739 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas
BRASIL
Mourão defende que dados de queimadas passem por 'ajustes e correções'