Menu
Busca quarta, 12 de agosto de 2020

Título Interno

19 agosto 2011 - 09h08
Divulgação (TP)


O Sebrae Nacional lançou na última terça (16 de agosto) a oficina-piloto de Preparação para o Acesso ao Crédito Rural. O evento aconteceu na sede da Associação do Assentamento Melodia em Ribas do Rio Pardo, localizado a 103 km da Capital, região leste do Estado. Esta foi a primeira vez que o curso foi realizado e, posteriormente, será levado para outros estados brasileiros. Estiveram presentes, na ocasião, aproximadamente 31 produtores de pequenas propriedades rurais.



O conteúdo programático da oficina aborda temas como o conhecer da realidade do produtor rural, simulação na busca do financiamento, a busca de soluções, entre outros assuntos. Um dos fatores mais importantes apontados pelo palestrante e consultor do Sebrae, Luiz Humberto de Castro, é o conhecimento que o produtor deve buscar sobre qual a melhor forma de crédito pra ele, a exemplo dos grupos A e B do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).


Para se ter acesso ao grupo A do Pronaf é necessário cumprir alguns requisitos, tais como, ser agricultor familiar assentado pelo Programa Nacional de Reforma Agrária (PNRA) ou beneficiário do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF) que não foi contemplado com operação de investimento sob o amparo do Programa de Crédito Especial para a Reforma Agrária (Procera), entre outras especificações.


Já para o grupo B, têm acesso os agricultores familiares que atendam algumas condições cumulativamente como a de explorem parcela de terra na condição de proprietário, posseiro, arrendatário ou parceiro; residir na propriedade ou em local próximo; não dispor, a qualquer título, de área superior a quatro módulos fiscais.


Segundo o técnico do Sebrae Nacional, João Augusto Pérsico, o produtor rural encontra certa dificuldade em ter acesso aos créditos financeiros que tem direito e a oficina objetiva, por meio de informações e orientações qualificadas, colaborar para a sustentabilidade do pequeno empreendimento rural.


Atualmente, mais de 130 famílias vivem no assentamento e tiram, de lá, o seu sustento com a plantação de diversos produtos. Marcus de Faria, gerente de agronegócios do Sebrae no MS, espera que a partir dessa oficina “o produtor consiga investir na melhoria do seu serviço e quando vier a eventos posteriores traga resultados e bons frutos”.


Durante sua palestra sobre linhas de créditos para produtores de pequenas propriedades, Castro definiu que “a fixação do homem do campo é um desafio e a liberação do crédito adequado, de forma saudável, antecipa sonhos”.


Ribas do Rio Pardo é uma das cidades participantes do Projeto Sebrae de Desenvolvimento Territorial de Mato Grosso do Sul (Prolocal), que durante oito semanas atendeu e visitou 3710 empresas e formalizou 99 empreendedores individuais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Congresso marca três reuniões para analisar todos vetos presidenciais
MATO GROSSO DO SUL
Governo divulga resultado preliminar de processo seletivo para área da saúde
GERAL
Anvisa quer reforçar medidas contra covid-19 em aeroportos e aeronaves
ANTÔNIO JOÃO
Polícia Civil prende foragido da justiça procurado pela prática de falsidade ideológica