Menu
Busca quinta, 06 de agosto de 2020

Sistema de identificação biométrica em autoescolas deve começar amanhã

Sistema de identificação biométrica em autoescolas deve começar amanhã

19 setembro 2011 - 09h41Por Midiamax
O treinamento para dez autoescolas aplicarem o sistema de identificação biométrica começou ontem (19) com curso para as autoescolas, fornecido pelo Detran e pela empresa que vende o aparelho, de como utilizar os equipamentos e vai até amanhã. Na quarta-feira (21), alunos e instrutores já irão utilizar o aparelho antes das aulas. O sistema prevê acompanhamento da movimentação dos alunos por câmeras e a identificação biométrica – Ibio.

Segundo a assessoria de comunicação do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), o identificador elétrico que deve ser utilizado é tão seguro que só identifica digitais de pessoas vivas, ou seja, se um molde de impressão digital passar pelo leitor, não será validado, o que torna impossível burlar a freqüência das aulas e o teste para a retirada da CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

As dez primeiras autoescolas a utilizar o sistema são a Alfa, Alternativa, Campo Grande, Grand Prix do Aero Rancho e da Mata do Jacinto, Kapital Pioneira e do Tiradentes, Lacerda do Jardim Leblon, São Crsitóvão e Vitória da Coophavilla II.

As 46 autoescolas cadastradas no Detran e todo o Mato Grosso do Sul deve ter o sistema implantado até o fim do ano. O local que não cumprir as determinações pode ser punido com advertência, suspensão de atividades, cancelamento do registro e da licença funcional dos profissionais vinculados e até mesmo responder processo administrativo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Agentes prisionais tiveram saúde mental abalada na pandemia
Pesquisa mostra que tensão entre os presos é um dos motivos
SAÚDE
MP destina R$ 1,99 bilhão para viabilizar vacina contra covid-19
TRÊS LAGOAS
Polícia Militar Ambiental captura jiboia em condomínio
NOTÍCIAS
Paraguai prevê reabertura de lojas da fronteira em setembro
Ministro de Relações Exteriores diz que conversa está avançada com governo brasileiro