Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020

SSP investiga suposto plano para matar governador e senadora

SSP investiga suposto plano para matar governador e senadora

08 janeiro 2012 - 08h45Por Terra
A Secretaria da Segurança Pública (SSP), por meio do Serviço de inteligência (SI) da Polícia Civil, abriu investigação para apurar suposta ameaça de morte contra o governador Jaques Wagner (PT) e a senadora Lídice da Mata (PSB).

Na sexta-feira, a parlamentar entrou em contato com o secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, solicitando a apuração do caso, após receber um e-mail informando que ela e Wagner estariam sob a mira de um "matador profissional", nascido em Irecê, município situado a cerca de 500 km de Salvador.

Ainda de acordo com o e-mail, o homem, de nome Paulo Teodoro Vicente, que seria um ex-PM, mora em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, e estaria sendo pago para executar o governador e a senadora.

A senadora, que passou o dia de sexta nas cidades de Santo Antônio de Jesus e Cruz das Almas, Recôncavo Baiano, participando do encontro regional do seu partido, afirmou não temer a ameaça, mas disse que o responsável deveria ser identificado. "Não estou com medo da ameaça em si, apenas quero que a denúncia seja investigada para coibir ações dessa natureza que são um crime contra a liberdade", afirmou.

A parlamentar informou ainda que acionou a Polícia Legislativa do Senado, já que o e-mail foi encaminhado para o endereço institucional da senadora, para também apurar o caso. O governador Jaques Wagner, por meio de sua assessoria de imprensa, disse que vai aguardar a investigação da SSP.

A Polícia Militar informou que o suposto contratado para matar a senadora Lídice da Mata e o governador Jaques Wagner nunca integrou o efetivo da corporação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Déficit primário do Governo Central atinge R$ 96,1 bilhões em agosto
NOTÍCIAS
1ª Câmara Cível considera regular a devolução de bem à revendedora
ELEIÇÕES 2020
Mais de 7 mil urnas eletrônicas serão usadas em Mato Grosso do Sul
ECONOMIA
Caixa fala sobre datas do Auxílio Emergencial Extensão