Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020

Sul-mato-grossense é espancado até a morte na saída de boate em Portugal

02 fevereiro 2012 - 10h30Por CG News
Campo-grandense de 30 anos morreu após ser espancado na saída de uma boate em Portugal, na manhã do último domingo (29). Hemerson Pereira FortKamp trabalhava como eletricista e morava há 8 anos em Lisboa. Um primo da vítima também foi agredido, mas conseguiu fugir do local.

Segundo informações de familiares, o crime aconteceu por volta das 7h da manhã, no momento em que o eletricista foi ao caixa para pagar a conta, junto com um primo, identificado como André Pereira Fresneda, de aproximadamente 26 anos, que também foi agredido, mas conseguiu escapar com vida.

Uma prima da mãe de Hemerson, que mora no Jardim Anahi, em Campo Grande, contou que soube do fato na manhã do mesmo dia. “Nós estamos transtornados, independente do parentesco, pela brutalidade de como aconteceu”, disse a enfermeira Mari Luci do Nascimento Corrêa.

Segundo Mari Luci, as informações repassadas pelo primo da vítima dão conta de que a confusão começou durante um tumulto na fila do caixa. “Alguém comentou que a situação era bem típica de brasileiros”, disse.

Além disso, o eletricista foi acusado de ter apalpado uma mulher dentro da discoteca e o namorado dela não teria gostado. Assim que saiu, Hemerson já era esperado por um grupo de aproximadamente 8 pessoas, a cerca de 150 metros do local.

Ele foi agredido na cabeça com cacos de garrafa de cerveja e uma meia cheia de pedra. Já André Pereira sofreu ferimentos de punhal nas mãos e também na cabeça. O jovem só conseguiu sair com vida porque um segurança do estabelecimento o ajudou.

As últimas informações de familiares dão conta de que o corpo de Hemerson ainda permanece em poder da polícia de Portugual. O velório será realizado naquele país. Segundo a imprensa local, a seção de homicídios da polícia judiciária de Lisboa trabalha nas investigações do homicídio, mas até agora ninguém foi preso.

O eletricista morava em Lisboa com a mãe e as duas irmãs. O pai de Hemerson reside no Estado do Rio Grande do Sul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Média móvel de novos casos de Covid-19 continua alta no MS
PANDEMIA
Internações e óbitos por coronavírus voltam a subir em Mato Grosso do Sul
MEIO AMBIENTE
Força-tarefa conta com mais de 50 homens no combate aos focos de calor no Amolar
SAÚDE
Vacinação contra febre aftosa já imunizou 166 milhões de animais