Menu
Busca segunda, 03 de agosto de 2020

Supostos guerrilheiros atacam e matam dois no Paraguai

23 setembro 2011 - 16h10
Supostos guerrilheiros atacam e matam dois no Paraguai

ABC Collor

O clima está tenso no Paraguai. É que na última terça-feira membros do Exército do Povo Paraguaio – EPP, suposto grupo guerrilheiro que age na região norte do país vizinho atacaram uma delegacia de polícia de Horqueta (540 km de Dourados) com granadas.

O grupo é tido como terrorista pelo Governo Paraguaio e luta por um regime mais humano e socialista, o que dizem eles que o presidente Fernando Lugo deixou de ser já há algum tempo. Morreram no ataque com quatro tiros cada um Vicente Casco e Salvador Fernández que estavam de plantão.

Ontem membros da Comissão de Segurança e Defesa Nacional da Aliança Nacional Republicana criticaram a forma de combate do presidente Lugo á guerrilha, dizendo que ele não está se esforçando o suficiente para resolver a questão.

O Paraguai militarizou a área há alguns meses, porém, os supostos rebeldes acharam um ponto vulnerável e atacaram em Horqueta. Os agente foram mortos com tiros de escopeta calibre 12 e de fuzil M-16, armas de uso exclusivo das Forças Armadas. Eram cinco ou seis guerrilheiros, segundo as testemunhas.

O EPP é acusado de assassinatos, seqüestros, roubos, furtos e ocupações irregulares além de atentados, tudo em nome de uma suposta revolução que querem implantar no país, já que afirmam que Lugo não representaria o verdadeiro socialismo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Caixa vai pagar auxílio emergencial a 805 mil novos beneficiários
NOTÍCIAS
CIEE registra aumento no número de vagas de estágio e aprendizagem
TRÁFICO DE DROGAS E DE MUNIÇÕES
Polícia apreende caminhão que seguia de MS para o RJ, com 3,9 toneladas de maconha, pistola e munições para fuzil
GERAL
Energia elétrica de inadimplentes pode ser cortada a partir de hoje